Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Atletas fazem regata no Rio Tietê


Do Diário do Grande ABC

22/11/1999 | 09:28


Como nos velhos tempos, canoes e yoles - os barcos usados na prática do remo - ocuparam domingo (21) parte do Rio Tietê. Relembrando décadas passadas, curiosos e aficcionados amontoaram-se às margens do rio para acompanhar a disputa. Em comemoraçao aos 100 anos do Clube Esperia, um grupo de atletas participou de uma regata. Dessa vez, porém, foram necessários óculos e máscaras para que os remadores nao entrassem em contato com a poluiçao. A prova também exigiu habilidade para desviar de troncos, pneus e garrafas. Entre os 44 remadores do Esperia, os veteranos chamavam a atençao. Com muita vontade, percorreram o trecho de 250 metros do percurso - que começava em uma plataforma montada em frente do clube e terminava em uma outra, sob a Ponte das Bandeiras. A competiçao, porém, era amistosa e todos foram premiados.

Os barcos usados na prova eram os mesmos da metade do século. Segundo a diretora de remo do clube, Ana Helena Puchetti o equipamento é mais estável que as embarcaçoes modernas e o risco de que os nadadores caíssem no rio era menor.Vitto Francisco Abattepaulo, de 80 anos, levou os netos. Ele remou no Tietê até 1954. "No início o rio era limpo, mas quando eu parei de praticar remo, já era bem sujo."

Para o coordenador de recursos hídricos da Fundaçao SOS Mata Atlântica, Samuel Barreto, a competiçao ajudou a chamar a atençao para a situaçao do Tietê. " Dá para ver que a cidade ainda é muito ligada ao rio."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atletas fazem regata no Rio Tietê

Do Diário do Grande ABC

22/11/1999 | 09:28


Como nos velhos tempos, canoes e yoles - os barcos usados na prática do remo - ocuparam domingo (21) parte do Rio Tietê. Relembrando décadas passadas, curiosos e aficcionados amontoaram-se às margens do rio para acompanhar a disputa. Em comemoraçao aos 100 anos do Clube Esperia, um grupo de atletas participou de uma regata. Dessa vez, porém, foram necessários óculos e máscaras para que os remadores nao entrassem em contato com a poluiçao. A prova também exigiu habilidade para desviar de troncos, pneus e garrafas. Entre os 44 remadores do Esperia, os veteranos chamavam a atençao. Com muita vontade, percorreram o trecho de 250 metros do percurso - que começava em uma plataforma montada em frente do clube e terminava em uma outra, sob a Ponte das Bandeiras. A competiçao, porém, era amistosa e todos foram premiados.

Os barcos usados na prova eram os mesmos da metade do século. Segundo a diretora de remo do clube, Ana Helena Puchetti o equipamento é mais estável que as embarcaçoes modernas e o risco de que os nadadores caíssem no rio era menor.Vitto Francisco Abattepaulo, de 80 anos, levou os netos. Ele remou no Tietê até 1954. "No início o rio era limpo, mas quando eu parei de praticar remo, já era bem sujo."

Para o coordenador de recursos hídricos da Fundaçao SOS Mata Atlântica, Samuel Barreto, a competiçao ajudou a chamar a atençao para a situaçao do Tietê. " Dá para ver que a cidade ainda é muito ligada ao rio."

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;