Fechar
Publicidade

Sábado, 8 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Pesquisa aponta que jovens são 50% menos suscetíveis aos sintomas do coronavírus


Luís Felipe Soares

04/07/2020 | 23:59


A pandemia da Covid-19 continua a apresentar muitos infectados e mortos, principalmente no Brasil. A busca por informações sobre como o novo coronavírus afeta as pessoas é importante para que cientistas consigam compreender melhor a proliferação da doença. Uma pesquisa internacional analisa que jovens fazem parte de baixa porcentagem entre os pacientes registrados.

O levantamento especial levou em conta informações de 32 locais de Canadá, Itália, Singapura, Japão, Coreia do Sul e China, este último onde foram descobertos os primeiros casos. Segundo material publicado na revista científica Nature Medicine, adolescentes com menos de 20 anos são 50% menos suscetíveis à Covid-19 do que pessoas mais velhas.

Os pesquisadores também analisaram que os sintomas da doença aparecem em cerca de 21% das crianças e jovens, aproximadamente um quinto das infecções na faixa etária. Para se ter ideia, 69% dos idosos com 70 anos ou mais têm apresentado as complicações.

A pesquisa ainda levou em conta simulações de epidemias em 146 capitais do mundo. Essa parte do projeto serviu para concluir que o número total esperado de casos clínicos da Covid-19 varia conforme a idade média dos locais. Um ponto que não obteve respostas claras envolve o fato de indivíduos assintomáticos e pré-sintomáticos serem ou não potencialmente infecciosos. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pesquisa aponta que jovens são 50% menos suscetíveis aos sintomas do coronavírus

Luís Felipe Soares

04/07/2020 | 23:59


A pandemia da Covid-19 continua a apresentar muitos infectados e mortos, principalmente no Brasil. A busca por informações sobre como o novo coronavírus afeta as pessoas é importante para que cientistas consigam compreender melhor a proliferação da doença. Uma pesquisa internacional analisa que jovens fazem parte de baixa porcentagem entre os pacientes registrados.

O levantamento especial levou em conta informações de 32 locais de Canadá, Itália, Singapura, Japão, Coreia do Sul e China, este último onde foram descobertos os primeiros casos. Segundo material publicado na revista científica Nature Medicine, adolescentes com menos de 20 anos são 50% menos suscetíveis à Covid-19 do que pessoas mais velhas.

Os pesquisadores também analisaram que os sintomas da doença aparecem em cerca de 21% das crianças e jovens, aproximadamente um quinto das infecções na faixa etária. Para se ter ideia, 69% dos idosos com 70 anos ou mais têm apresentado as complicações.

A pesquisa ainda levou em conta simulações de epidemias em 146 capitais do mundo. Essa parte do projeto serviu para concluir que o número total esperado de casos clínicos da Covid-19 varia conforme a idade média dos locais. Um ponto que não obteve respostas claras envolve o fato de indivíduos assintomáticos e pré-sintomáticos serem ou não potencialmente infecciosos. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;