Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 4 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Dinos ensinam sobre eles em nova série de TV


Do Diário do Grande ABC

13/03/2011 | 07:00


Tem gente que desde pequena sabe o que vai ser quando crescer. É assim com Dan Henderson, que aos 10 anos já decidiu se transformar em paleontólogo. O menino é o protagonista de Dan Dino, série que estreia amanhã (14), às 16h, no Discovery Kids.

Como o próprio nome do programa diz, o garoto é apaixonado por dinossauros. Você pode até imaginar que todos estão extintos. Não para Dan, que os vê por toda parte, conversa e brinca com eles na escola, em casa, na rua.

Ninguém acredita que esses répteis pré-históricos ainda existam, nem mesmo a mãe e o irmão mais novo. Isso, no entanto, não impede o menino de viver muitas aventuras com os bichões.

Quando tem alguma dúvida sobre dinos, Dan busca a resposta com os próprios animais. O bacana é que quem assiste também aprende tudo sobre as espécies, como tiranossauro, braquiossauro e espinossauro. No primeiro episódio, a professora Carver leva pequenos ovos para a classe. Dan tem certeza de que pertencem a um dinossauro. Será mesmo?

A série usa a tecnologia live-action, que mistura atores reais com animação. Os capítulos de 30 minutos serão exibidos de segunda a sexta, às 16h, e sábado e domingo, às 16h30.

 

Dezenove espécies viveram no Brasil

Se humanos e dinos viveram em épocas bem diferentes, como a gente sabe sobre esses bichos? Pelo trabalho feito pelos cientistas que encontram ossos e dentes e vão tentando montar o esqueleto, como um complicado jogo de quebra-cabeça. Percorrem longo caminho, em que seguem pegadas, ovos e até cocô.

Isso a gente descobre com o livro Dinossauros do Brasil (de Luisa Massarani, Cortez editora, 56 págs., R$ 28). A obra mostra 16 das 19 espécies descritas até hoje que viveram aqui, com ilustrações detalhadas. Um dos primeiros foi localizado na Paraíba, em 1897, por agricultor que imaginava ter encontrado restos de boi e ema.

Os primeiros dinos surgiram na Terra há cerca de 250 milhões de anos e desapareceram há 65 milhões de anos. Já foram identificadas mil gêneros diferentes (um gênero é um conjunto de espécies semelhantes, como cães e lobos que são parentes), mas acredita-se que o planeta abrigou muito mais. Alguns desapareceram ser deixar vestígios, por isso nunca vamos saber de sua existência.

Nem todos eram grandes e ferozes, e tamanho não era documento. O velociraptor era muito feroz e tinha o tamanho do poodle. Tinham hábitos diferentes. Os carnívoros comiam outros dinos, tartarugas, crocodilos. Os herbívoros se alimentavam de vegetação; por isso, muitos tinham pescoço bem comprido para devorar a copa das árvores. Todos nasciam a partir de ovos. Acredita-se que emitiam som e se comunicavam, mas não deviam ser inteligentes. Alguns eram velozes, outros lerdinhos. Vale conferir.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dinos ensinam sobre eles em nova série de TV

Do Diário do Grande ABC

13/03/2011 | 07:00


Tem gente que desde pequena sabe o que vai ser quando crescer. É assim com Dan Henderson, que aos 10 anos já decidiu se transformar em paleontólogo. O menino é o protagonista de Dan Dino, série que estreia amanhã (14), às 16h, no Discovery Kids.

Como o próprio nome do programa diz, o garoto é apaixonado por dinossauros. Você pode até imaginar que todos estão extintos. Não para Dan, que os vê por toda parte, conversa e brinca com eles na escola, em casa, na rua.

Ninguém acredita que esses répteis pré-históricos ainda existam, nem mesmo a mãe e o irmão mais novo. Isso, no entanto, não impede o menino de viver muitas aventuras com os bichões.

Quando tem alguma dúvida sobre dinos, Dan busca a resposta com os próprios animais. O bacana é que quem assiste também aprende tudo sobre as espécies, como tiranossauro, braquiossauro e espinossauro. No primeiro episódio, a professora Carver leva pequenos ovos para a classe. Dan tem certeza de que pertencem a um dinossauro. Será mesmo?

A série usa a tecnologia live-action, que mistura atores reais com animação. Os capítulos de 30 minutos serão exibidos de segunda a sexta, às 16h, e sábado e domingo, às 16h30.

 

Dezenove espécies viveram no Brasil

Se humanos e dinos viveram em épocas bem diferentes, como a gente sabe sobre esses bichos? Pelo trabalho feito pelos cientistas que encontram ossos e dentes e vão tentando montar o esqueleto, como um complicado jogo de quebra-cabeça. Percorrem longo caminho, em que seguem pegadas, ovos e até cocô.

Isso a gente descobre com o livro Dinossauros do Brasil (de Luisa Massarani, Cortez editora, 56 págs., R$ 28). A obra mostra 16 das 19 espécies descritas até hoje que viveram aqui, com ilustrações detalhadas. Um dos primeiros foi localizado na Paraíba, em 1897, por agricultor que imaginava ter encontrado restos de boi e ema.

Os primeiros dinos surgiram na Terra há cerca de 250 milhões de anos e desapareceram há 65 milhões de anos. Já foram identificadas mil gêneros diferentes (um gênero é um conjunto de espécies semelhantes, como cães e lobos que são parentes), mas acredita-se que o planeta abrigou muito mais. Alguns desapareceram ser deixar vestígios, por isso nunca vamos saber de sua existência.

Nem todos eram grandes e ferozes, e tamanho não era documento. O velociraptor era muito feroz e tinha o tamanho do poodle. Tinham hábitos diferentes. Os carnívoros comiam outros dinos, tartarugas, crocodilos. Os herbívoros se alimentavam de vegetação; por isso, muitos tinham pescoço bem comprido para devorar a copa das árvores. Todos nasciam a partir de ovos. Acredita-se que emitiam som e se comunicavam, mas não deviam ser inteligentes. Alguns eram velozes, outros lerdinhos. Vale conferir.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;