Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estado compra 4 milhões de doses extras da Coronavac

Divulgação/ Governo do Estado de SP Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vacinas foram negociadas diretamente com a chinesa Sinovac e chegam prontas para uso


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

08/07/2021 | 07:00


O Estado de São Paulo vai reforçar a campanha de imunização contra a Covid com 4 milhões de doses da Coronavac, que foram negociadas pelo Instituto Butantan direto com a parceira Sinovac e vão chegar prontas da China. Lote com 2,7 milhões dos fármacos desembarcou ontem e o restante, com 1,3 milhão, está previsto para chegar no aeroporto de Guarulhos no dia 26. Os valores envolvidos na negociação não foram revelados.

As doses serão incorporadas ao PEI (Programa Estadual de Imunização) e serão distribuídas proporcionalmente aos 645 municípios paulistas.

“O governo de São Paulo compra, adicionalmente, 4 milhões de doses extras para agilizar a campanha de vacinação no Estado”, afirmou o governador João Doria (PSDB). “Vamos antecipar o calendário de vacinação em São Paulo sem interferir no contrato do Instituto Butantan com o Brasil (Ministério da Saúde)”, acrescentou o tucano, sem dar novas datas para cumprir a meta de vacinar todos os adultos com a primeira dose até o dia 15 de setembro.
As tratativas para a aquisição destas doses extras foram iniciadas em março deste ano, de acordo com o governo. Como os imunizantes chegam prontos da China, serão enviados rapidamente aos municípios, que podem utilizar a remessa tanto para incluir novos grupos na campanha como para a aplicação da segunda dose.

BUTANVAC

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou ontem o início da aplicação de doses em voluntários nos estudos do Instituto Butantan com sua nova vacina fabricada com tecnologia brasileira contra a Covid-19, a Butanvac.

Com isso, o Butantan poderá iniciar a etapa A das fases 1 e 2 dos estudos, que terá a participação de cerca de 400 voluntários. No total, nas fases 1 e 2, está prevista a aplicação de doses em 6.000 pessoas.

A fase 1 dos ensaios clínicos do novo imunizante começa amanhã, com a vacinação de um grupo de voluntários no Hemocentro de Ribeirão Preto, centro de pesquisa vinculado à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (Universidade de São Paulo), que é responsável pela parte inicial do projeto.

O início dos estudos da Butanvac foi aprovado dia 9 de junho pela Anvisa. Representantes da agência cobraram do Butantan dados sobre os procedimentos de testagem para a autorização da nova fase. As informações pendentes foram fornecidas e, com isso, a equipe técnica da agência considerou que a aplicação de doses já pode ter início. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;