Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bonome afirma que
apresentações não param


Havolene Valinhos
Do Diário do Grande ABC

04/05/2011 | 07:04


O secretário de Gabinete e Saúde de Santo André e homem-forte da gestão Aidan Ravin (PTB), Nilson Bonome (PMDB), colocou o prefeito em saia justa. Bonome desmentiu Aidan, que na segunda-feira afirmou que o polêmico contrato com a empresa Produz Eventos e Representações Artísticas seria suspenso. Segundo o secretário, haverá apenas paralisação do pagamento para que seja feita auditoria.

O contrato de R$ 165 mil para o projeto ‘Alegria em Santo André' prevê apresentação de palhaços. Aidan disse que, para evitar que as atividades realizadas nos Cesas (Centros Educacionais de Santo André) não fossem paralisadas, outra empresa seria contratada. Mas ontem, Bonome ressaltou que isso não vai ocorrer. "Não rompemos nenhum contrato. Não há nenhuma irregularidade e ele vai vigorar até que se prove algum problema. Não vamos contratar outra empresa."

O peemedebista explicou que o contrato será analisado e o resultado sairá em 20 dias. Nesse período, a empresa não receberá pelo trabalho prestado. Provada a inocência, o Paço paga o valor retroativo.

Paralelamente a isso, a oposição conseguiu as sete assinaturas necessárias para a abertura de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar a contratação dos palhaços. Porém, a bancada preferiu tentar adesão de mais parlamentares e protocolar o pedido só amanhã. O clima na Casa, no entanto, não demonstra que os governistas abraçarão a CPI. Para o líder de Aidan na Câmara, Donizeti Pereira (PV), o uso da comissão se tornou banal. "CPI às vezes é montagem de palco político."

Tiago Nogueira (PT) voltou a acusar a administração ao afirmar que "a empresa é amiga, feita sob encomenda para não haver licitação".

O vereador também reiterou que Daniel de Moraes Salvo, primo do secretário de Cultura, Edson Salvo Melo, teria ligações com o dono da Produz Eventos, Thiago Pinheiro. "Nas redes sociais Daniel troca mensagens com Thiago. Falam de saque de dinheiro, de viagem que fizeram a cassino na Argentina." Nogueira afirmou que o secretário de Cultura "tem muito o que explicar" e que tem como provar, mas ainda não o fez. Para ele, "há um grande esquema" montado na Pasta. "Não estamos fazendo pastel de vento."

Bonome disse que Nogueira tem de provar as acusações. "Instaurar CPI por instalar é em vão."

 

SESSÃO

Foi aprovado ontem, em definitivo, projeto que amplia o teto de recurso do Programa Família Andreense, da Secretaria de Inclusão Social. O montante saiu de R$ 60 mil para R$ 182 mil. Já o projeto de lei de reajuste de 14% aos servidores públicos não foi apreciado. Os vereadores deixaram a discussão para amanhã. "O Executivo quer dar o aumento antes que a folha de pagamento feche dia 12", disse Donizeti.

 

Salles fala que possibilidade de ir para o PDT é grande

Raimundo Salles, presidente do DEM de Santo André, confirmou ontem, após regresso da Itália, que é grande a possibilidade de sair candidato ao Paço andreense em 2012 pelo PDT. Mas a posição oficial só será dada na sexta-feira, após reunião com o comandante pedetista na cidade, Adonis Bernardes, e o sindicalista Cícero Martinha. "A única certeza que eu tenho é que vou sair candidato a prefeito", disse Salles, que foi convidado por quatro partidos para a disputa, mas não revelou quais.

Ele também evitou afirmar se deixará o DEM, mas frisou que caso isso aconteça um nome para sucedê-lo seria o do ex-vereador Marcos Medeiros, com o qual tem forte ligação e é da mesma igreja do presidente estadual do DEM, deputado federal Jorge Tadeu Mudalen. "Se me perguntarem, indico o Medeiros, pois o DEM passa às mãos amigas", revelou Salles.

O democrata rebateu as críticas feitas pelo vereador e vice-presidente do PDT de Santo André, Aílton Lima. O pedetista declarou que Salles deveria pedir desculpas antes de entrar para a sigla. Segundo Aílton, Salles se convidou para integrar a legenda. "Por que pedir desculpa? Fui convidado."

Outro nome cogitado para disputar o cargo majoritário é o deputado estadual José Bittencourt (PDT). Ventila-se que ele teria se filiado ao PSD, mas o parlamentar negou . "Assinei ata de fundação, mas sem compromisso de integrar o PSD." O pedetista disse que quer concorrer ao Paço e foi buscar apoio de Gilberto Kassab.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bonome afirma que
apresentações não param

Havolene Valinhos
Do Diário do Grande ABC

04/05/2011 | 07:04


O secretário de Gabinete e Saúde de Santo André e homem-forte da gestão Aidan Ravin (PTB), Nilson Bonome (PMDB), colocou o prefeito em saia justa. Bonome desmentiu Aidan, que na segunda-feira afirmou que o polêmico contrato com a empresa Produz Eventos e Representações Artísticas seria suspenso. Segundo o secretário, haverá apenas paralisação do pagamento para que seja feita auditoria.

O contrato de R$ 165 mil para o projeto ‘Alegria em Santo André' prevê apresentação de palhaços. Aidan disse que, para evitar que as atividades realizadas nos Cesas (Centros Educacionais de Santo André) não fossem paralisadas, outra empresa seria contratada. Mas ontem, Bonome ressaltou que isso não vai ocorrer. "Não rompemos nenhum contrato. Não há nenhuma irregularidade e ele vai vigorar até que se prove algum problema. Não vamos contratar outra empresa."

O peemedebista explicou que o contrato será analisado e o resultado sairá em 20 dias. Nesse período, a empresa não receberá pelo trabalho prestado. Provada a inocência, o Paço paga o valor retroativo.

Paralelamente a isso, a oposição conseguiu as sete assinaturas necessárias para a abertura de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar a contratação dos palhaços. Porém, a bancada preferiu tentar adesão de mais parlamentares e protocolar o pedido só amanhã. O clima na Casa, no entanto, não demonstra que os governistas abraçarão a CPI. Para o líder de Aidan na Câmara, Donizeti Pereira (PV), o uso da comissão se tornou banal. "CPI às vezes é montagem de palco político."

Tiago Nogueira (PT) voltou a acusar a administração ao afirmar que "a empresa é amiga, feita sob encomenda para não haver licitação".

O vereador também reiterou que Daniel de Moraes Salvo, primo do secretário de Cultura, Edson Salvo Melo, teria ligações com o dono da Produz Eventos, Thiago Pinheiro. "Nas redes sociais Daniel troca mensagens com Thiago. Falam de saque de dinheiro, de viagem que fizeram a cassino na Argentina." Nogueira afirmou que o secretário de Cultura "tem muito o que explicar" e que tem como provar, mas ainda não o fez. Para ele, "há um grande esquema" montado na Pasta. "Não estamos fazendo pastel de vento."

Bonome disse que Nogueira tem de provar as acusações. "Instaurar CPI por instalar é em vão."

 

SESSÃO

Foi aprovado ontem, em definitivo, projeto que amplia o teto de recurso do Programa Família Andreense, da Secretaria de Inclusão Social. O montante saiu de R$ 60 mil para R$ 182 mil. Já o projeto de lei de reajuste de 14% aos servidores públicos não foi apreciado. Os vereadores deixaram a discussão para amanhã. "O Executivo quer dar o aumento antes que a folha de pagamento feche dia 12", disse Donizeti.

 

Salles fala que possibilidade de ir para o PDT é grande

Raimundo Salles, presidente do DEM de Santo André, confirmou ontem, após regresso da Itália, que é grande a possibilidade de sair candidato ao Paço andreense em 2012 pelo PDT. Mas a posição oficial só será dada na sexta-feira, após reunião com o comandante pedetista na cidade, Adonis Bernardes, e o sindicalista Cícero Martinha. "A única certeza que eu tenho é que vou sair candidato a prefeito", disse Salles, que foi convidado por quatro partidos para a disputa, mas não revelou quais.

Ele também evitou afirmar se deixará o DEM, mas frisou que caso isso aconteça um nome para sucedê-lo seria o do ex-vereador Marcos Medeiros, com o qual tem forte ligação e é da mesma igreja do presidente estadual do DEM, deputado federal Jorge Tadeu Mudalen. "Se me perguntarem, indico o Medeiros, pois o DEM passa às mãos amigas", revelou Salles.

O democrata rebateu as críticas feitas pelo vereador e vice-presidente do PDT de Santo André, Aílton Lima. O pedetista declarou que Salles deveria pedir desculpas antes de entrar para a sigla. Segundo Aílton, Salles se convidou para integrar a legenda. "Por que pedir desculpa? Fui convidado."

Outro nome cogitado para disputar o cargo majoritário é o deputado estadual José Bittencourt (PDT). Ventila-se que ele teria se filiado ao PSD, mas o parlamentar negou . "Assinei ata de fundação, mas sem compromisso de integrar o PSD." O pedetista disse que quer concorrer ao Paço e foi buscar apoio de Gilberto Kassab.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;