Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara aprova projeto de utilidade pública


Mônica Serrano
Especial para o Diário

13/09/2000 | 00:29


A Câmara de Sao Caetano aprovou terça o projeto de lei, enviado pelo prefeito Luiz Tortorello (PTB), que declara como utilidade pública a Cobiev (Confederaçao Brasileira das Igrejas Evangélicas). Com a aprovaçao, recursos financeiros do município serao destinados às obras assistencias da entidade. A matéria foi aprovada por unanimidade e a segunda discussao, votada em sessao extraordinária, após a votaçao dos demais projetos.

Na rotina comum do plenário, a segunda votaçao é feita na semana seguinte depois de o projeto ser apresentado aos parlamentares. No período de uma semana, os vereadores enviam as emendas que serao ou nao acrescentadas à matéria. Neste caso específico nao houve tempo hábil para estes procedimentos. "Acho ruim nao ter dado esse intervalo. O segundo processo legislativo permite uma análise melhor do projeto, mesmo nao sendo polêmico", disse o vereador Horácio Neto (PT).

O presidente da Câmara, Luiz Emiliani (PL), disse que "o PT gosta de encontrar pêlo em ovo, tudo o que se faz hoje vao associar com procedimento político. Foi a própria entidade que pediu a votaçao imediata, é um trabalho que vai trazer benefício à comunidade", disse.  Acompanharam a votaçao do projeto, o presidente dos pastores de Sao Caetano e candidato a vereador Antonio França (PTB), e o secretário estratégico do Cobiev, Acrísio Xavier da Silva Júnior.

Segundo Xavier, Sao Caetano é o primeiro município a beneficiar a entidade como utilidade pública. A idéia é difundir a mesma iniciativa aos demais municípios do Estado e do país.  Os seis projetos que constavam na ordem do dia foram aprovados.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;