Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 6 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

UE apresenta proposta para fomentar e regular uso de inteligência artificial



21/04/2021 | 11:19


Vice-presidente executiva da União Europeia (UE), Margrethe Vestager discursou nesta quarta-feira, durante entrevista coletiva do bloco sobre o fomento a uma abordagem europeia para a inteligência artificial. A UE afirma estar adotando o primeiro marco legal sobre o tema.

Margrethe Vestager disse que o marco é parte de um plano coordenado com os Estados da UE e também inclui questões regulatórias. A intenção é tornar a Europa uma líder no desenvolvimento de inteligência artificial "segura, confiável e centrada nos humanos", bem como regular o uso dessa tecnologia.

A União Europeia pretende adotar uma abordagem "proporcional e baseada em riscos", com uma "lógica simples: quanto maior o risco que uma inteligência artificial possa causar em nossas vidas, mais estritas as regras", segundo a autoridade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

UE apresenta proposta para fomentar e regular uso de inteligência artificial


21/04/2021 | 11:19


Vice-presidente executiva da União Europeia (UE), Margrethe Vestager discursou nesta quarta-feira, durante entrevista coletiva do bloco sobre o fomento a uma abordagem europeia para a inteligência artificial. A UE afirma estar adotando o primeiro marco legal sobre o tema.

Margrethe Vestager disse que o marco é parte de um plano coordenado com os Estados da UE e também inclui questões regulatórias. A intenção é tornar a Europa uma líder no desenvolvimento de inteligência artificial "segura, confiável e centrada nos humanos", bem como regular o uso dessa tecnologia.

A União Europeia pretende adotar uma abordagem "proporcional e baseada em riscos", com uma "lógica simples: quanto maior o risco que uma inteligência artificial possa causar em nossas vidas, mais estritas as regras", segundo a autoridade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;