Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Arte contemporânea em Sto.André


Dojival Filho
Do Diário do Grande ABC

25/04/2008 | 07:02


Um dos mais tradicionais do País, o Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto de Santo André completa 40 anos e abre para visitação hoje, às 19h30. O evento, que integra a programação comemorativa do 455º aniversário da cidade, ocorre no Salão de Exposições do Paço Municipal. A entrada é franca.

A mostra reúne 80 obras – entre pinturas, gravuras, fotografias, instalações e performances –, que poderão ser apreciadas pelo público até 28 de junho, de terça a sábado, das 10h às 19h. Participam do Salão 29 artistas previamente selecionados por uma comissão julgadora e que receberão prêmios no valor total de R$ 30 mil.

“Na verdade o grande diferencial é o fato de que o Salão faz 40 anos de atividade ininterrupta. Essa regularidade é um dado bastante significativo. Ele existe em função do trabalho de homens pioneiros”, afirma o curador da Casa do Olhar e organizador do evento, Saulo Di Tarso. A mostra aparece como o 36º Salão porque, em quatro edições, adotou nome diferente.

A abertura da mostra contará com a apresentação da DJ Evelyn Cristina e a presença do renomado artista plástico andreense Antônio Carlos Rodrigues, o Tuneu, que cedeu 19 aquarelas para a mostra.

TUNEU

Di Tarso ressaltou a importância da participação de Tuneu, que se tornou uma referência nas artes geométricas brasileiras e no resgate da obra de Sacilotto. “O Tuneu retorna a Santo André dez anos depois de ter sido responsável pelas políticas visuais na cidade, no mandato do prefeito Celso Daniel. Ele conseguiu tirar o Sacilotto do ostracismo. Foi um concretista que resgatou outro concretista”, destaca o coordenador.

VALORIZAÇÃO

Di Tarso pretende revalorizar a cultura andreense e projetá-la nacionalmente.“Quando a gente faz uma radiografia das artes plásticas no País, percebe que o Salão de Santo André é tão importante quanto o Salão do Pará e o da Bahia. Falta que ele receba o devido tratamento daqui por diante. Ele tem um acervo que pode circular muito mais”, afirma. Ele está otimista em relação à receptividade do público andreense.

“O Salão vai até 28 de junho e pode ser prorrogado após essa data. Então, espero receber um público de pelo menos 25 mil visitantes, contando com a visitação das escolas.

Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto de Santo André – Abertura hoje, às 19h30. No Salão de Exposições do Paço Municipal – Praça IV Centenário, s/nº. Grátis. Até o dia 28 de junho.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;