Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Salão de Pequim entre 'cv' e 'volts'


Do Diário do Grande ABC

28/04/2010 | 07:00


Enquanto o Brasil vive a euforia da chegada da Ferrari 458 Italia - que por aqui irá custar a bagatela de R$ 1,5 milhão -, o Salão de Pequim (China), que abriu suas portas ao público ontem e vai até domingo, tem a honra de apresentar oficialmente ao mundo a mais veloz filha de Maranello, a Ferrari 599 GTO (Gran Turismo Omologata).

O superesportivo equipado com motor V12 de 670 cv de potência leva o cavalinho rampante de 0 a 100 km/h em incríveis 3,35 segundos e a velocidade máxima é de 335 km/h. Quer uma? Vai ficar querendo! Todas as 599 unidades que serão produzidas já foram vendidas.

A Porsche também deu as caras em Pequim com novos Panamera e Panamera 4, ambos equipados com motor V6 de 300 cv e torque de 40,78 mkgf. A principal diferença entre ambos os modelos, que chegam em maio, está na tração. Enquanto no primeiro é traseira, no segundo - como o número sugere - é nas quatro rodas.

Mas não apenas de carrões é feito o Salão de Pequim. Os pequenos notáveis também conquistaram excelente espaço. A Ford levou para o país da Grande Muralha o carro-conceito Start. O pequenino de 3,7 metros de comprimento, que traz o DNA Kinetic em seu design, é equipado com motor 1.0 EcoBoost com potência, segundo a montadora, de propulsor 1.6 e níveis de emissões de CO2 abaixo de 100 g/km.

Entre os asiáticos, destaque para o debutante Hyundai Verna, que nada mais é que a nova geração do Accent, por aqui comercializado há alguns anos. O modelo, que não tem previsão para voltar ao Brasil, estará no mercado norte-americano até o fim do ano e terá duas motorizações: 1.4 (106 cv) e 1.6 (120 cv). A transmissão poderá ser manual de cinco ou automática de quatro velocidades.

A eletricidade também marca presença em Pequim. E o principal representante do grupo verde - cada vez maior - é o híbrido Chevrolet Volt MPV5, que traz o mesmo sistema de propulsão do Volt: motor elétrico alimentado por baterias de íon de lítio e bloco 1.4 a combustão. Somente com as baterias, a autonomia do possante, que chega a 160 km/h de velocidade máxima, é de 51,5 quilômetros.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Salão de Pequim entre 'cv' e 'volts'

Do Diário do Grande ABC

28/04/2010 | 07:00


Enquanto o Brasil vive a euforia da chegada da Ferrari 458 Italia - que por aqui irá custar a bagatela de R$ 1,5 milhão -, o Salão de Pequim (China), que abriu suas portas ao público ontem e vai até domingo, tem a honra de apresentar oficialmente ao mundo a mais veloz filha de Maranello, a Ferrari 599 GTO (Gran Turismo Omologata).

O superesportivo equipado com motor V12 de 670 cv de potência leva o cavalinho rampante de 0 a 100 km/h em incríveis 3,35 segundos e a velocidade máxima é de 335 km/h. Quer uma? Vai ficar querendo! Todas as 599 unidades que serão produzidas já foram vendidas.

A Porsche também deu as caras em Pequim com novos Panamera e Panamera 4, ambos equipados com motor V6 de 300 cv e torque de 40,78 mkgf. A principal diferença entre ambos os modelos, que chegam em maio, está na tração. Enquanto no primeiro é traseira, no segundo - como o número sugere - é nas quatro rodas.

Mas não apenas de carrões é feito o Salão de Pequim. Os pequenos notáveis também conquistaram excelente espaço. A Ford levou para o país da Grande Muralha o carro-conceito Start. O pequenino de 3,7 metros de comprimento, que traz o DNA Kinetic em seu design, é equipado com motor 1.0 EcoBoost com potência, segundo a montadora, de propulsor 1.6 e níveis de emissões de CO2 abaixo de 100 g/km.

Entre os asiáticos, destaque para o debutante Hyundai Verna, que nada mais é que a nova geração do Accent, por aqui comercializado há alguns anos. O modelo, que não tem previsão para voltar ao Brasil, estará no mercado norte-americano até o fim do ano e terá duas motorizações: 1.4 (106 cv) e 1.6 (120 cv). A transmissão poderá ser manual de cinco ou automática de quatro velocidades.

A eletricidade também marca presença em Pequim. E o principal representante do grupo verde - cada vez maior - é o híbrido Chevrolet Volt MPV5, que traz o mesmo sistema de propulsão do Volt: motor elétrico alimentado por baterias de íon de lítio e bloco 1.4 a combustão. Somente com as baterias, a autonomia do possante, que chega a 160 km/h de velocidade máxima, é de 51,5 quilômetros.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;