Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

O ídolo e suas máquinas maravilhosas

Nelson Piquet, um dos maiores pilotos de todos os tempos, completa hoje 66 anos de paixão por carros


Dérek Bittencourt

17/08/2018 | 07:00


Nelson Piquet é uma daquelas figuras amadas por muitos e odiadas por outros tantos, mas indiscutivelmente é um ídolo do automobilismo. Tricampeão mundial de Fórmula 1 (1981, 1983 e 1987), ele completa 66 anos hoje não só com muita história para contar e disposição para acompanhar as novas gerações que seguem levando o nome da família adiante no mundo da velocidade (casos dos filhos Nelsinho e Pedro), como com uma garagem recheada de antiguidades e máquinas que ele mesmo mexe na mecânica e usa no dia a dia.

A escolha dos cerca de 50 carros que integram a coleção de Piquet começou com os que ele admirava no passado ou que o traziam boas recordações, mais do que pelos valores em si. O primeiro foi um Cadillac Eldorado 1956, verde – os modelos da fabricante norte-americana encantavam o ex-piloto. Mas a garagem conta ainda com integrantes contemplados por suas tecnologia, conforto, velocidade e outros quesitos atendidos por Jaguars, Ferraris, BMWs, Mercedes-Benz, McLaren, Porsche, Mustang, Mini, Corvettes, Lincoln, Karmann Ghia e outros. Tem ainda 25 motocicletas que de maneira nenhuma passam desapercebidas.

Apesar de todos esses modelos, que giram em torno de altas cifras – o mais caro, por exemplo, é um Rolls Royce Phanton I 1926, avaliado em mais de R$ 2 milhões –, o preferido do tricampeão é um tanto quanto comum: uma Kombi, a qual adquiriu zero-quilômetro e a transformou com rodas de Porsche, motor turbo de Audi e outros. A familiaridade com mecânica fez o próprio tricampeão colocar a mão na massa para transformá-la.<EM>

Atualmente, Piquet só adquire um carro se vender algum modelo da coleção. E o ex-piloto não se importa com originalidade. Muito pelo contrário: traz peças do Exterior para poder deixar ainda mais ferozes alguns integrantes que não vieram de fábrica tão velozes. Nos fundos da garagem, ele tem uma oficina mecânica que realiza as modificações, adequações e reformas. Isso porque ele faz questão de utilizar todos os integrantes da garagem. E tem orgulho disso. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;