Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bola Preta é bloco mais aguardado no Rio



25/02/2006 | 07:53


Até o fim da próxima semana mais de 30 blocos de Carnaval desfilarão pelas ruas do Rio de Janeiro. Neste sábado, o mais aguardado é o cordão do Bola Preta, que, aos 87 anos, tem disposição para percorrer todo o Centro a partir das 9h – a concentração é uma hora mais cedo, na Cinelândia. Os não menos tradicionais da banda de Ipanema e Barbas, de Botafogo, também se apresentam à tarde.

Os diretores do Bola Preta esperam 150 mil pessoas. A agremiação sai à moda antiga: a maioria dos foliões brinca fantasiada (sempre com tecidos com bolas pretas) e as marchinhas dominam a festa. A banda de Ipanema faz o segundo de seus três desfiles, a partir das 17h30. Os integrantes do Barbas têm de decorar dois sambas, que serão cantados ao longo do percurso.

“O trajeto é muito longo e um samba só fica monótono”, explica Nei Barbosa, um dos organizadores. Ele conta que a iniciativa é antiga – o bloco tem 24 anos e chegou a ter até três letras – e já inspirou outros blocos. Neste sábado tem ainda blocos novos, como o G.R.B.C. Aconteceu, de Santa Teresa, e o Se Não Quer me Dar, me Empresta, da Lapa.

Neste domingo, o destaque é o Simpatia é Quase Amor, que já levou 20 mil pessoas à praia de Ipanema em anos anteriores. O bloco comemora duas décadas neste ano. “Bloco grande dá muito mais trabalho, claro, mas procuramos montar uma estrutura boa”, diz o diretor Henrique Brandão. O segredo do sucesso? “O pessoal adora desfilar depois da praia”, aposta. Ainda neste domingo, há mais de dez opções de bandas e blocos.

Na segunda-feira saem o Bloco de Segunda e outros cinco, todos na zona Sul. Na terça-feira, será a vez do Meu Bem Volto Já e da Galinha do Meio-dia, em Copacabana, do Vem Ni Mim Que Sou Facinha, em Ipanema, e de mais 22 blocos, que se apresentam do subúrbio até a orla.

Na Quarta-Feira de Cinzas, quinta, sábado e domingo haverá pelo menos mais sete apresentações. O bloco que fecha o Carnaval do Rio é o Barangal, que se concentra no posto 9, em Ipanema, e jura que o nome não tem a intenção de espantar as mulheres bonitas da praia.

Escolas – Os desfiles das escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro ocorrem neste domingo e segunda-feira, na Marquês de Sapucaí. Quem abre a festa neste domingo é a Acadêmicos do Salgueiro, a partir das 21h. Sete agremiações se apresentam até por volta das 5h, quando a tricampeã Beija-Flor encerra o primeiro dia de desfile. Na segunda-feira, está prevista a apresentação da escola que maior torcida tem na passarela do samba, a Mangueira. Também é bastante aguardado o desfile da Unidos da Tijuca, que fez um Carnaval inovador em 2004 e nos dois últimos anos ficou com o vice-campeonato.

DesfilesMarquês de Sapucaí

Neste domingo – grupo especial

21h         Salgueiro

22h05         Rocinha

23h10         Imperatriz Leopoldinense

0h15         Caprichosos de Pilares

1h20   Unidos de Vila Isabel

2h25         Acadêmicos da Grande Rio

3h30   Beija-Flor

Segunda-feira – grupo especial

21h     Porto da Pedra

22h05         Mangueira

23h10         Viradouro

0h15         Mocidade Independente de Padre Miguel

1h20   Unidos da Tijuca

2h25   Império Serrano

3h30   Portela


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;