Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Estudante é arrastado por rio na Chapada Diamantina


Do Diário do Grande ABC

06/02/2000 | 16:19


O estudante Adriano Rodrigues, 20 anos, foi arrastado sábado pela correnteza do rio da Capivara, no Parque Nacional da Chapada Diamantina. Saulo Pereira, que estava com Rodrigues na Cachoeira da Fumaça, contou que os dois foram surpreendidos pela cheia do rio, provocada por uma tromba d'água, quando contemplavam uma das belas paisagens da regiao. Pereira se salvou porque se agarrou a uma pedra. Até este domingo à tarde o corpo de Rodrigues nao havia sido encontrado.

O chefe do escritório do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eugênio Fagundes, disse que os dois amigos chegaram ao mirante da cachoeira, a uma altura de 422 metros, por volta das 14 horas de sexta-feira. O acidente aconteceu na descida da cachoeira, no município baiano de Palmeiras. "Choveu muito na cabeceira e o rio encheu rapidamente, surpreendendo os turistas, que estavam sem guia", disse Fagundes.

Segundo Fagundes, é a terceira vez nos últimos três anos que um turista morre na cachoeira, uma das mais altas quedas livres da América Latina. Tao alta que recebe este nome porque a água evapora e dá a impressao de virar 'fumaça' durante a queda. Outra turista morreu no município de Lençóis, ao acampar no leito de um rio que encheu subitamente, enquanto um mergulhador ficou preso na gruta dos Impossíveis, em Palmeiras.

Criado em 1985, o parque nao foi sequer regulamentado e dispoe de cinco funcionários para 152 mil hectares de grutas, canions, rios e vegetaçao única no mundo, de acordo com estudo do Jardim Botânico da Inglaterra. Os turistas nao têm qualquer orientaçao e nem sempre dispoem de guias, mas o fluxo vem aumentando, depois da inauguraçao do aeroporto de Lençóis e a ampliaçao da rede hoteleira na regiao.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Estudante é arrastado por rio na Chapada Diamantina

Do Diário do Grande ABC

06/02/2000 | 16:19


O estudante Adriano Rodrigues, 20 anos, foi arrastado sábado pela correnteza do rio da Capivara, no Parque Nacional da Chapada Diamantina. Saulo Pereira, que estava com Rodrigues na Cachoeira da Fumaça, contou que os dois foram surpreendidos pela cheia do rio, provocada por uma tromba d'água, quando contemplavam uma das belas paisagens da regiao. Pereira se salvou porque se agarrou a uma pedra. Até este domingo à tarde o corpo de Rodrigues nao havia sido encontrado.

O chefe do escritório do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Eugênio Fagundes, disse que os dois amigos chegaram ao mirante da cachoeira, a uma altura de 422 metros, por volta das 14 horas de sexta-feira. O acidente aconteceu na descida da cachoeira, no município baiano de Palmeiras. "Choveu muito na cabeceira e o rio encheu rapidamente, surpreendendo os turistas, que estavam sem guia", disse Fagundes.

Segundo Fagundes, é a terceira vez nos últimos três anos que um turista morre na cachoeira, uma das mais altas quedas livres da América Latina. Tao alta que recebe este nome porque a água evapora e dá a impressao de virar 'fumaça' durante a queda. Outra turista morreu no município de Lençóis, ao acampar no leito de um rio que encheu subitamente, enquanto um mergulhador ficou preso na gruta dos Impossíveis, em Palmeiras.

Criado em 1985, o parque nao foi sequer regulamentado e dispoe de cinco funcionários para 152 mil hectares de grutas, canions, rios e vegetaçao única no mundo, de acordo com estudo do Jardim Botânico da Inglaterra. Os turistas nao têm qualquer orientaçao e nem sempre dispoem de guias, mas o fluxo vem aumentando, depois da inauguraçao do aeroporto de Lençóis e a ampliaçao da rede hoteleira na regiao.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;