Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Projeto de vôlei com jovens em Mauá ganha holofotes

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Vitoriosa, categoria de base da cidade foi visitada pela Confederação, mas sequência está em xeque


Felipe Simões

14/02/2017 | 07:00


Se no futebol, principal esporte do Brasil, já é difícil revelar talentos, imagine no vôlei. Mas é este desafio que 12 professores enfrentam no Projeto Voleibol de Mauá, que atende 200 crianças e jovens entre 10 e 19 anos em quatro unidades na cidade. E basta olhar para o retrospecto para ver que o trabalho está sendo benfeito – alunos da Associação de Voleibol Mauá, que é a executora do projeto, já conquistaram os mais variados títulos.

Só em 2016, foram levantados os troféus do Iniciantes (sub-13), Início e Metropolitano (sub-14), e Jogos Regionais (mescla de professores com o sub-19), além do bronze nos Jogos Abertos da Juventude (sub-19). Além disso, o projeto foi representado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro por Maurício Souza, que passou pelo vôlei mauaense entre 2006 e 2007 e conquistou o ouro na Olimpíada carioca.

O sucesso chamou a atenção da CBV (Confederação Brasileira de Voleibol), que visitou o projeto ano passado para conhecer a estrutura. “A CBV está preocupada com o desenvolvimento harmônico do vôlei no Brasil. Eles visitaram todos os Estados, e a nossa equipe teve a visita por indicação da Federação Paulista. Colocou a gente em um lugar de destaque na base”, afirmou Osvaldo Begliomini, supervisor do projeto, no qual trabalha desde 1989.

Apesar de vitorioso, o projeto de Mauá pode não ter continuidade. Isso porque ainda não foi firmada renovação do convênio com a nova gestão e não há prazo para que isso ocorra. Segundo Begliomini, o prefeito Átila Jacomussi (PSB) já sinalizou positivamente pela manutenção do trabalho. “Temos, desde o fim do ano, uma conversa com a nova administração. Estamos confiantes que vá emplacar. O prefeito deixou claro que quer a manutenção do projeto. Estamos aguardando”, afirmou o supervisor.

O Diário entrou em contato com a Prefeitura de Mauá, mas não obteve resposta.


CONSEQUÊNCIA

O bom desempenho com o projeto rendeu a Begliomini a vaga de treinador da equipe paulista sub-16 no Brasileiro de seleções estaduais, o qual foi campeão em dezembro no Centro de Desenvolvimento do Vôlei, em Saquarema, no Rio.

“É um campeonato feito para fomentar a base. É muito bom porque aparecem novos valores. Toda a equipe técnica da base da Confederação está lá para apreciar. O campeonato é de um nível muito forte”, avaliou Begliomini, que espera continuar no time em 2017 – todo ano há nova avaliação da CBV. “Se eles depositarem em mim a responsabilidade, vou fazer de tudo para conseguir ter um desempenho muito bom em 2017”, disse. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Projeto de vôlei com jovens em Mauá ganha holofotes

Vitoriosa, categoria de base da cidade foi visitada pela Confederação, mas sequência está em xeque

Felipe Simões

14/02/2017 | 07:00


Se no futebol, principal esporte do Brasil, já é difícil revelar talentos, imagine no vôlei. Mas é este desafio que 12 professores enfrentam no Projeto Voleibol de Mauá, que atende 200 crianças e jovens entre 10 e 19 anos em quatro unidades na cidade. E basta olhar para o retrospecto para ver que o trabalho está sendo benfeito – alunos da Associação de Voleibol Mauá, que é a executora do projeto, já conquistaram os mais variados títulos.

Só em 2016, foram levantados os troféus do Iniciantes (sub-13), Início e Metropolitano (sub-14), e Jogos Regionais (mescla de professores com o sub-19), além do bronze nos Jogos Abertos da Juventude (sub-19). Além disso, o projeto foi representado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro por Maurício Souza, que passou pelo vôlei mauaense entre 2006 e 2007 e conquistou o ouro na Olimpíada carioca.

O sucesso chamou a atenção da CBV (Confederação Brasileira de Voleibol), que visitou o projeto ano passado para conhecer a estrutura. “A CBV está preocupada com o desenvolvimento harmônico do vôlei no Brasil. Eles visitaram todos os Estados, e a nossa equipe teve a visita por indicação da Federação Paulista. Colocou a gente em um lugar de destaque na base”, afirmou Osvaldo Begliomini, supervisor do projeto, no qual trabalha desde 1989.

Apesar de vitorioso, o projeto de Mauá pode não ter continuidade. Isso porque ainda não foi firmada renovação do convênio com a nova gestão e não há prazo para que isso ocorra. Segundo Begliomini, o prefeito Átila Jacomussi (PSB) já sinalizou positivamente pela manutenção do trabalho. “Temos, desde o fim do ano, uma conversa com a nova administração. Estamos confiantes que vá emplacar. O prefeito deixou claro que quer a manutenção do projeto. Estamos aguardando”, afirmou o supervisor.

O Diário entrou em contato com a Prefeitura de Mauá, mas não obteve resposta.


CONSEQUÊNCIA

O bom desempenho com o projeto rendeu a Begliomini a vaga de treinador da equipe paulista sub-16 no Brasileiro de seleções estaduais, o qual foi campeão em dezembro no Centro de Desenvolvimento do Vôlei, em Saquarema, no Rio.

“É um campeonato feito para fomentar a base. É muito bom porque aparecem novos valores. Toda a equipe técnica da base da Confederação está lá para apreciar. O campeonato é de um nível muito forte”, avaliou Begliomini, que espera continuar no time em 2017 – todo ano há nova avaliação da CBV. “Se eles depositarem em mim a responsabilidade, vou fazer de tudo para conseguir ter um desempenho muito bom em 2017”, disse. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;