Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Bancada do PT se posiciona favorável à CPI da Merenda

Banco de dados Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cinco vereadores petistas falam em assinar pedido; Miaguti também avalia aval ao texto


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

10/07/2020 | 00:13


Vereadores da bancada petista na Câmara de São Bernardo se posicionaram a favor da CPI da Merenda, proposta inicialmente pelo parlamentar Rafael Demarchi (PSL) – pré-candidato a prefeito neste ano. O texto foi protocolado na tarde de ontem na casa. A CPI tem intenção de investigar o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), que foi denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) por fraude nos contratos para fornecimento de alimentos a escolas e à rede de saúde municipal.

Caso todos os cinco vereadores do PT assinem o documento, seriam necessárias mais quatro adesões (contando com o crivo de Demarchi) para que a CPI avance no Legislativo – pelo regimento interno, dez rubricas fazem o texto entrar na fila de votação; 15 colocam a proposta em regime de urgência de votação e outras 15 instalam a CPI.

“Hoje (ontem), o Rafael (Demarchi) me apresentou o documento. Ele pode contar com a bancada do PT para obter as assinaturas. É preciso investigar esse episódio das merendas no município”, disse o líder da bancada petista, vereador Joilson Santos (PT).

Além do prefeito, outras 12 pessoas foram denunciadas formalmente pelo MPF, inclusive o secretário de Saúde, Geraldo Reple Sobrinho. O caso tramita no TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região). O prefeito nega todas as acusações.

Líder de governo na casa, o vereador Pery Cartola (PSDB) disse estranhar postura de Demarchi. Segundo Pery, a movimentação do vereador oposicionista demonstra “intenção eleitoreira”. “Por que será então que Demarchi não assinou CPI semelhante que foi protocolada no ano passado? E acredito que ele não conseguirá coletar as assinaturas que precisa para validar seu projeto.”

Vereador com postura independente na Câmara, Mauro Miaguti (DEM) admitiu que poderá assinar o pedido de CPI, mas que precisa se inteirar do conteúdo do documento. “Ainda não vi a base utilizada por Demarchi, mas se o pedido for balizado nas denúncias, não vejo motivo para não assinar.”

Já o vereador Julinho Fuzari (DEM) sustentou que a intenção de Demarchi é eleitoral. “Fiquei sabendo da requisição pela imprensa. Fica claro que a intenção do vereador não é a de fiscalizar”, disse. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bancada do PT se posiciona favorável à CPI da Merenda

Cinco vereadores petistas falam em assinar pedido; Miaguti também avalia aval ao texto

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

10/07/2020 | 00:13


Vereadores da bancada petista na Câmara de São Bernardo se posicionaram a favor da CPI da Merenda, proposta inicialmente pelo parlamentar Rafael Demarchi (PSL) – pré-candidato a prefeito neste ano. O texto foi protocolado na tarde de ontem na casa. A CPI tem intenção de investigar o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), que foi denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) por fraude nos contratos para fornecimento de alimentos a escolas e à rede de saúde municipal.

Caso todos os cinco vereadores do PT assinem o documento, seriam necessárias mais quatro adesões (contando com o crivo de Demarchi) para que a CPI avance no Legislativo – pelo regimento interno, dez rubricas fazem o texto entrar na fila de votação; 15 colocam a proposta em regime de urgência de votação e outras 15 instalam a CPI.

“Hoje (ontem), o Rafael (Demarchi) me apresentou o documento. Ele pode contar com a bancada do PT para obter as assinaturas. É preciso investigar esse episódio das merendas no município”, disse o líder da bancada petista, vereador Joilson Santos (PT).

Além do prefeito, outras 12 pessoas foram denunciadas formalmente pelo MPF, inclusive o secretário de Saúde, Geraldo Reple Sobrinho. O caso tramita no TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região). O prefeito nega todas as acusações.

Líder de governo na casa, o vereador Pery Cartola (PSDB) disse estranhar postura de Demarchi. Segundo Pery, a movimentação do vereador oposicionista demonstra “intenção eleitoreira”. “Por que será então que Demarchi não assinou CPI semelhante que foi protocolada no ano passado? E acredito que ele não conseguirá coletar as assinaturas que precisa para validar seu projeto.”

Vereador com postura independente na Câmara, Mauro Miaguti (DEM) admitiu que poderá assinar o pedido de CPI, mas que precisa se inteirar do conteúdo do documento. “Ainda não vi a base utilizada por Demarchi, mas se o pedido for balizado nas denúncias, não vejo motivo para não assinar.”

Já o vereador Julinho Fuzari (DEM) sustentou que a intenção de Demarchi é eleitoral. “Fiquei sabendo da requisição pela imprensa. Fica claro que a intenção do vereador não é a de fiscalizar”, disse. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;