Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Parentes de políticos tentam captar espólio em novo pleito

Tradição de indicar familiar seguirá na eleição de outubro; na região, em 2012, nove tiveram sucesso no cenário de 142


Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

19/06/2016 | 07:00


Figuras com sobrenomes de políticos tentarão arregimentar o espólio eleitoral da família nesta nova corrida por vaga na Câmara, em outubro, mantendo a tradição de apoiar parentes na disputa. O movimento é comum no País e também no Exterior. No cenário do Grande ABC, em 2012, nove concorrentes obtiveram sucesso no páreo – dentro do universo de 142 cadeiras legislativas da região – ao utilizar esta tática. Na atual conjuntura, dez quadros são cotados a arriscar-se na empreitada, embora o peso de alcançar o legado de votos não seja tarefa simples de ser colocada em prática.

Filho do vereador de Santo André Luiz Zacarias (PTB), Lucas Zacarias (PTB) é o escolhido para buscar ser o substituto na Casa e entrará na concorrência pela primeira vez. Isso porque o pai irá compor como vice do postulante ao Paço pelo PSDB, Paulinho Serra. Em 2012, dois petistas conseguiram êxito neste sentido. Embora com carreiras independentes na área de atuação, Eduardo Leite (advogado) e Bete Siraque (professora) foram eleitos com a ajuda dos ex-parlamentares Antônio Leite (PT) e Vanderlei Siraque (PT, então deputado federal), respectivamente. Ambos abriram ‘espaço’.

Apesar do hiato em relação às legislaturas de Israel Santana, que acumulou três mandatos, a vereadora andreense Elian Santana (SD), ligada à ala evangélica, angariou adesão do marido em 2008 e há quatro anos. Ela saiu vitoriosa apenas no derradeiro páreo. Por outro lado, em 2012, o então parlamentar Jurandir Gallo (PT) indicou o filho Thiago, que amealhou 1.909 votos, insuficientes para garantir assento. Mulher do ex-vereador Cláudio Malatesta (por dois mandatos), a servidora Malu Malatesta (PT), por sua vez, militante da área da Saúde, está inscrita na concorrida chapa proporcional petista e debutará nas urnas, com suporte do ex-prefeito João Avamileno (PT).

Em São Bernardo, Toninho Tavares (PSDB), irmão do parlamentar José Walter Tavares (PHS), é quem disputará o pleito na chapa do pré-prefeiturável tucano Orlando Morando. O filho do vereador Antônio Cabrera (PSB), Tiago Cabrera (PSB), e o pai do também colega de Câmara Marcelo Lima (SD), João Lima (SD), são cogitados no meio político, mas não definiram o rumo. Na cidade, gerida por Luiz Marinho (PT), Marcos Lula (PT), filho do ex-presidente Lula, Pery Cartola (PSDB), filho do ex-deputado Waldir Cartola, e Rafael Demarchi (PRB), sobrinho do ex-prefeito Walter Demarchi, foram eleitos com as bênçãos da família em 2012. No mesmo ano, Alex Mognon (PPS), filho de ex-vereador Vandir, saiu derrotado, com 2.882 sufrágios.

Na vizinha São Caetano, Thiago Auricchio (PSDB), filho do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), é sondado para participar da concorrência, mas não decidiu situação. Irmão e filha do gestor Luiz Olinto Tortorello (PTB, morto em 2004), Jayme (PT) e Marta (PPS), respectivamente, fracassaram há quatro anos, com 670 e 438 votos. Com sobrenomes conhecidos em Diadema, Josa Queiroz (PT, filho do ex-vereador José Queiroz Neto, o Zé do Norte) e Marcos Michels (PSB, primo do prefeito Lauro Michels) asseguraram vaga na Casa.

Destino já traçado na disputa têm Fernando Rubinelli (PDT), filho do vereador de Mauá e ex-deputado Wagner Rubinelli (PT), Guto Volpi (PR), filho do ex-prefeito de Ribeirão Pires Clóvis Volpi (PSDB), Charles D’Orto (PTC), irmão da parlamentar Mercedes D’Orto (PV), morta em 2013, e Anderson Benevides (PSC), sobrinho do prefeito Saulo Benevides (PMDB) – eleito em 2012, o social-cristão teve mandato cassado por infidelidade partidária. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Parentes de políticos tentam captar espólio em novo pleito

Tradição de indicar familiar seguirá na eleição de outubro; na região, em 2012, nove tiveram sucesso no cenário de 142

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

19/06/2016 | 07:00


Figuras com sobrenomes de políticos tentarão arregimentar o espólio eleitoral da família nesta nova corrida por vaga na Câmara, em outubro, mantendo a tradição de apoiar parentes na disputa. O movimento é comum no País e também no Exterior. No cenário do Grande ABC, em 2012, nove concorrentes obtiveram sucesso no páreo – dentro do universo de 142 cadeiras legislativas da região – ao utilizar esta tática. Na atual conjuntura, dez quadros são cotados a arriscar-se na empreitada, embora o peso de alcançar o legado de votos não seja tarefa simples de ser colocada em prática.

Filho do vereador de Santo André Luiz Zacarias (PTB), Lucas Zacarias (PTB) é o escolhido para buscar ser o substituto na Casa e entrará na concorrência pela primeira vez. Isso porque o pai irá compor como vice do postulante ao Paço pelo PSDB, Paulinho Serra. Em 2012, dois petistas conseguiram êxito neste sentido. Embora com carreiras independentes na área de atuação, Eduardo Leite (advogado) e Bete Siraque (professora) foram eleitos com a ajuda dos ex-parlamentares Antônio Leite (PT) e Vanderlei Siraque (PT, então deputado federal), respectivamente. Ambos abriram ‘espaço’.

Apesar do hiato em relação às legislaturas de Israel Santana, que acumulou três mandatos, a vereadora andreense Elian Santana (SD), ligada à ala evangélica, angariou adesão do marido em 2008 e há quatro anos. Ela saiu vitoriosa apenas no derradeiro páreo. Por outro lado, em 2012, o então parlamentar Jurandir Gallo (PT) indicou o filho Thiago, que amealhou 1.909 votos, insuficientes para garantir assento. Mulher do ex-vereador Cláudio Malatesta (por dois mandatos), a servidora Malu Malatesta (PT), por sua vez, militante da área da Saúde, está inscrita na concorrida chapa proporcional petista e debutará nas urnas, com suporte do ex-prefeito João Avamileno (PT).

Em São Bernardo, Toninho Tavares (PSDB), irmão do parlamentar José Walter Tavares (PHS), é quem disputará o pleito na chapa do pré-prefeiturável tucano Orlando Morando. O filho do vereador Antônio Cabrera (PSB), Tiago Cabrera (PSB), e o pai do também colega de Câmara Marcelo Lima (SD), João Lima (SD), são cogitados no meio político, mas não definiram o rumo. Na cidade, gerida por Luiz Marinho (PT), Marcos Lula (PT), filho do ex-presidente Lula, Pery Cartola (PSDB), filho do ex-deputado Waldir Cartola, e Rafael Demarchi (PRB), sobrinho do ex-prefeito Walter Demarchi, foram eleitos com as bênçãos da família em 2012. No mesmo ano, Alex Mognon (PPS), filho de ex-vereador Vandir, saiu derrotado, com 2.882 sufrágios.

Na vizinha São Caetano, Thiago Auricchio (PSDB), filho do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), é sondado para participar da concorrência, mas não decidiu situação. Irmão e filha do gestor Luiz Olinto Tortorello (PTB, morto em 2004), Jayme (PT) e Marta (PPS), respectivamente, fracassaram há quatro anos, com 670 e 438 votos. Com sobrenomes conhecidos em Diadema, Josa Queiroz (PT, filho do ex-vereador José Queiroz Neto, o Zé do Norte) e Marcos Michels (PSB, primo do prefeito Lauro Michels) asseguraram vaga na Casa.

Destino já traçado na disputa têm Fernando Rubinelli (PDT), filho do vereador de Mauá e ex-deputado Wagner Rubinelli (PT), Guto Volpi (PR), filho do ex-prefeito de Ribeirão Pires Clóvis Volpi (PSDB), Charles D’Orto (PTC), irmão da parlamentar Mercedes D’Orto (PV), morta em 2013, e Anderson Benevides (PSC), sobrinho do prefeito Saulo Benevides (PMDB) – eleito em 2012, o social-cristão teve mandato cassado por infidelidade partidária. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;