Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Pol Pot foi assassinado, diz jornal cambojano


Do Diário do Grande ABC

26/05/1999 | 08:21


O dirigente histórico dos khmers vermelhos, Pol Pot, que morreu em abril do ano passado, nao teve morte natural nem se suicidou, foi assassinado por seus sequazes, afirmou esta quarta-feira um jornal cambojano.

O jornal Rasmei Kampuchea, que cita o advogado do chefe de guerra Ta Mok, atualmente detido em Phnom Penh, nao especifica, contudo, quem matou o líder dos khmers.

``Os assassinatos de Pol Pot, de Son Sen (ex-ministro de Defesa de Pol Pot) e de sua família foram cometidos por ordens e Ta Mok sabe quem deu essas ordens'', declarou o advogado ao jornal, mas se negou a fazer outros comentários.

Oficialmente, Pol Pot morreu no dia 15 de abril do ano passado, de uma crise cardíaca, aos 73 anos de idade, em uma cabana no Norte do Camboja, a pouca distância da fronteira tailandesa.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;