Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Joaquim Roriz diz ter sido vítima de um ‘esquema’


Das Agências

08/07/2007 | 07:03


O ex-senador Joaquim Roriz (PMDB-DF) deu mais uma cartada política neste sábado. Três dias após renunciar ao mandato para evitar a abertura do processo de cassação por quebra de decoro parlamentar – ele seria investigado por suposta participação na partilha de cerca de R$ 2,2 milhões em recursos do Banco de Brasília –, simpatizantes fizeram um ato de desagravo em frente à casa do ex-parlamentar.

O ex-governador de Brasília atribuiu a manifestação – que reuniu cerca de 200 pessoas – ao fato de ter sido vítima de um esquema. “Eu não tinha outra alternativa a não ser a que tomei, porque já estava tudo preparado. O esquema estava montado. Mas eu percebi e renunciei para vir às ruas.”

Roriz aproveitou para fazer um discurso de paz, pedindo aos aliados que entendam sua iniciativa. “Voltei para o lado do povo onde sempre estive. Voltei para a planície para ficar junto do meu povo fiel e leal. Meu coração está partido, de um lado, com a traição; mas do outro, ao dever de lutar pelo meu povo.”

Decepção - Mesmo com ampla divulgação do ato, já que o ex-senador, na sexta-feira, pediu ao ex-deputado federal Wigberto Tartuce para divulgar em uma emissora um pronunciamento seu convidando simpatizantes a participar, a adesão não foi da forma esperada.

Para amenizar a situação, o correligionário Rafael Moraes disse durante o evento que a falta de participantes era em razão do preço da passagem de ônibus. “O desemprego está tão grande no País, que o povo não tem dinheiro nem para vir aqui lhe dar um abraço.”

Já a mulher de Roriz, Weslian, aproveitou para pedir que os presentes orassem em favor do ex-senador as rezas cristãs Pai Nosso e Ave Maria.

Se Roriz fosse cassado, no auge dos seus 70 anos, teria de encerrar sua carreira política, já que perderia os direitos políticos por 15 anos. Com a renúncia, ele poderá disputar a eleição para o governo do Distrito Federal, em 2010.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;