Fechar
Publicidade

Sábado, 16 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Palmeiras empata e cai na tabela


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

18/03/2002 | 00:35


Enciumado, o Palmeiras entrou em campo neste domingo com o pensamento no São Paulo – adversário de quarta-feira – e ficou apenas no empate por 3 a 3 com a Portuguesa. Se isso não fosse castigo suficiente, o Verdão ainda perdeu a liderança isolada do Torneio Rio/São Paulo justamente para o rival tricolor que agora também tem 23 pontos, mas com melhor saldo de gols.

O Palmeiras foi a São José do Rio Preto com o técnico Vanderlei Luxemburgo reclamando muito de jogar longe de sua torcida e também da atenção que a imprensa dá ao jovem time do São Paulo. A Portuguesa, que tentava (mas não conseguiu) se livrar da condição de pior paulista do campeonato, esteve duas vezes à frente do placar e quase complica ainda mais a vida do Palmeiras. Ricardo Oliveira, da Lusa, marcou duas vezes e foi o destaque da partida.

As primeiras chances de gol no clássico de domingo foram do Palmeiras, mas a Portuguesa foi quem abriu o placar. Aos 9 minutos, Ricardo Lopes chutou de fora da área, a bola resvalou na cabeça de Sinval e mudou de trajetória. O goleiro Marcos nada pôde fazer senão buscar a bola nas redes.

Mas o Palmeiras não demorou a reagir e, em dez minutos, reverteu o marcador com dois gols de cabeça. No primeiro deles, aos 26, o lateral Arce cobrou o escanteio e o zagueiro Alexandre se antecipou à zaga da Lusa para tocar de cabeça. Nem deu tempo de a Portuguesa se acertar e já tomou o segundo aos 36 minutos. Novamente Arce cruzou da esquerda e desta vez foi Galeano quem cabeceou para virar a partida.

Os palmeirenses já comemoravam a vitória no primeiro tempo, quando tomaram o gol de empate aos 44 minutos. Novamente Ricardo Oliveira chutou forte de fora da área, desta vez a bola não desviou em ninguém e foi direto para as redes.

A história se repetiu no segundo tempo. O Palmeiras partiu para o ataque e a Portuguesa novamente se deu bem com outro chute longo de Ricardo Oliveira. A bola entrou no ângulo de Marcos, que novamente nada pôde fazer.

O Palmeiras pressionou em busca do empate e conseguiu o objetivo aos 32 minutos. Magrão tocou para Itamar, ele entrou na área e bateu rasteiro no canto esquerdo de Bosco, sem chances de defesa para o goleiro da Lusa.

Depois disso, só deu Palmeiras, que criou pelo menos mais três chances de gols. Numa delas, Itamar tentou, a bola sobrou para Juninho, que chutou em cima da zaga.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;