Fechar
Publicidade

Domingo, 1 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Eleições internas no PT podem ser adiadas



04/07/2005 | 08:27


A cúpula do PT tentará adiar ou “esfriar” o processo interno de eleição direta das novas direções municipais, estaduais e nacional para evitar que a crise que atinge o partido seja usada como munição pelas correntes minoritárias. Pela primeira vez desde a fundação do PT, em 1980, a esquerda petista vê a possibilidade de arrancar dos moderados a presidência da sigla, aproveitando o descontentamento das bases com os líderes do chamado Campo Majoritário, agrupamento de correntes que domina o partido.

Na eleição, marcada para setembro, dez chapas devem disputar o voto de 840 mil filiados do PT para o diretório nacional. São sete candidatos a presidente, inclusive José Genoino, que concorre à reeleição. Se o grupo majoritário não obtiver 50% mais um dos votos, poderá enfrentar no segundo turno para a escolha do presidente uma coalizão formada pela maioria das correntes minoritárias.

“A chance de a esquerda ganhar a eleição interna do PT é muito grande porque os companheiros do Campo Majoritário não se mostram à altura do desafio”, diz o terceiro vice-presidente do partido e candidato a presidente pela Articulação de Esquerda, Valter Pomar. Pomar opina que a tese da renúncia coletiva da executiva não resolve o problema ou limpa a imagem da sigla.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;