Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Jovem ainda é mantida refém por ex-marido em Aracaju



19/04/2011 | 05:14


A jovem Cristielane Caetano Mota Santos, de 21 anos, permanece refém do ex-marido, José Elígio Tavares, de 24 anos, na casa onde mora, no bairro Suissa, em Aracaju, capital sergipana. O cárcere privado já passa de 17 horas.

Por volta das 9 horas de ontem, o rapaz, armado com um revólver, entrou na casa e, após uma discussão com a ex-mulher, disparou contra uma das pernas dela, atingindo a vítima de raspão. Ao escutarem o tiro, vizinhos acionaram a Polícia Militar, que cercou a casa e, posteriormente, o quarteirão, para facilitar a negociação com Elígio.

O casal possui um menino de 5 anos e viveu junto durante 7 anos. Cansada de apanhar do marido, Cristielane, há 20 dias, resolveu se separar de Elígio ao saber que ele havia pedido demissão do serviço e comprado um revólver. Inconformado com a separação, o acusado ainda tentou várias vezes retomar a união, mas não conseguiu convencer a jovem. Uma tia de Cristielane, tentou ajudar policiais militares e civis nas negociações.

Elígio permitiu a entrada de uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) para que fosse realizado um curativo na perna da vítima, dominada após voltar da escola, onde havia deixado o filho. A energia da residência foi cortada. Segundo a polícia, a maior preocupação de Eligio nas primeiras horas de negociação era saber quanto tempo de pena pegaria pelo crime.

O que mais dificulta a negociação é que o acusado não faz exigência alguma para se entregar, apenas ameaça matar a ex-esposa caso a polícia invada o imóvel.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;