Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Rio Grande finaliza etapa do teste em massa

Foram examinadas 1.022 pessoas, com quatro diagnósticos positivos; região soma 32.593 casos


Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

22/07/2020 | 00:01


A Prefeitura de Rio Grande da Serra testou, até segunda-feira, 1.022 moradores para o novo coronavírus. Trata-se da primeira fase da testagem em massa na cidade, que começou no dia 4 de julho e inclui comerciantes, funcionários e casas de repouso. Do total, apenas quatro pessoas foram diagnosticadas com o novo coronavírus e estão em isolamento domiciliar. Próxima etapa de exames não está definida.

Com 246 indivíduos diagnosticados com a doença – três a mais do que segunda-feira –, dos quais 15 morreram e 150 se recuperaram, Rio Grande da Serra é o que possui menos casos absolutos confirmados na região, até por ser o menor município, com apenas 50.241 habitantes, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2019. Outros 259 moradores ainda estão aguardando o resultado do exame, segundo boletim epidemiológico divulgado ontem pela Prefeitura.

Por outro lado, São Bernardo possui o maior número de diagnósticos positivos da Covid-19, 13.299, com 547 óbitos. Em Santo André, são 9.755 infectados e 348 vítimas fatais, seguida por Diadema (4.800 casos e 316 mortes), São Caetano (2.360 casos e 112 mortes), Mauá (1.531 casos e 179 mortes) e Ribeirão Pires (602  casos e 47 mortes). Assim, o Grande ABC totaliza 32.593 ocorrências – sendo 223 confirmadas em 24 horas – e 1.564 óbitos – foram 28 ontem.

Em relação aos pacientes recuperados, são 18.271 ao todo: 6.326 em Santo André, 4.160 em São Bernardo, 4.039 em Diadema, 2.018 em São Caetano, 1.220 em Mauá, 358 em Ribeirão Pires e 150 em Rio Grande da Serra.

Somando 422.669 diagnósticos, São Paulo é o Estado com o maior número de indivíduos infectados, além de liderar o número de mortes pela Covid-19, com 20.171 vítimas. Entre os óbitos, 74,7% eram pessoas com 60 anos ou mais, cujas comorbidades mais recorrentes foram cardiopatia (58,6%), diabetes mellitus (43,2%), doenças neurológicas (11%) e renal (9,7%) e pneumopatia (8,2%).

O novo coronavírus está presente em 637 das 645 cidades, enquanto 435 municípios registram ao menos uma morte causada pelo micro-organismo. Dos cidadãos contaminados, 290.346 se recuperaram.

Segundo o Ministério da Saúde, ontem foram registradas mais 1.367 mortes pela Covid-19 e 41.008 novos casos no Brasil. Com isso, o total de óbitos desde o início da pandemia chega a 81.487. Para se ter ideia, o número é equivalente à população de Ubatuba, no Litoral, que possui 88.313 habitantes, conforme o IBGE.

O total de casos confirmados acumulados da doença chega a 2.159.654. O número é equivalente a toda população do Sergipe, onde 2.298.696 pessoas residem. Do total, 1.465.970 pessoas se recuperaram no País, ou seja, 67,9%. A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3.8%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 38,8.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rio Grande finaliza etapa do teste em massa

Foram examinadas 1.022 pessoas, com quatro diagnósticos positivos; região soma 32.593 casos

Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

22/07/2020 | 00:01


A Prefeitura de Rio Grande da Serra testou, até segunda-feira, 1.022 moradores para o novo coronavírus. Trata-se da primeira fase da testagem em massa na cidade, que começou no dia 4 de julho e inclui comerciantes, funcionários e casas de repouso. Do total, apenas quatro pessoas foram diagnosticadas com o novo coronavírus e estão em isolamento domiciliar. Próxima etapa de exames não está definida.

Com 246 indivíduos diagnosticados com a doença – três a mais do que segunda-feira –, dos quais 15 morreram e 150 se recuperaram, Rio Grande da Serra é o que possui menos casos absolutos confirmados na região, até por ser o menor município, com apenas 50.241 habitantes, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2019. Outros 259 moradores ainda estão aguardando o resultado do exame, segundo boletim epidemiológico divulgado ontem pela Prefeitura.

Por outro lado, São Bernardo possui o maior número de diagnósticos positivos da Covid-19, 13.299, com 547 óbitos. Em Santo André, são 9.755 infectados e 348 vítimas fatais, seguida por Diadema (4.800 casos e 316 mortes), São Caetano (2.360 casos e 112 mortes), Mauá (1.531 casos e 179 mortes) e Ribeirão Pires (602  casos e 47 mortes). Assim, o Grande ABC totaliza 32.593 ocorrências – sendo 223 confirmadas em 24 horas – e 1.564 óbitos – foram 28 ontem.

Em relação aos pacientes recuperados, são 18.271 ao todo: 6.326 em Santo André, 4.160 em São Bernardo, 4.039 em Diadema, 2.018 em São Caetano, 1.220 em Mauá, 358 em Ribeirão Pires e 150 em Rio Grande da Serra.

Somando 422.669 diagnósticos, São Paulo é o Estado com o maior número de indivíduos infectados, além de liderar o número de mortes pela Covid-19, com 20.171 vítimas. Entre os óbitos, 74,7% eram pessoas com 60 anos ou mais, cujas comorbidades mais recorrentes foram cardiopatia (58,6%), diabetes mellitus (43,2%), doenças neurológicas (11%) e renal (9,7%) e pneumopatia (8,2%).

O novo coronavírus está presente em 637 das 645 cidades, enquanto 435 municípios registram ao menos uma morte causada pelo micro-organismo. Dos cidadãos contaminados, 290.346 se recuperaram.

Segundo o Ministério da Saúde, ontem foram registradas mais 1.367 mortes pela Covid-19 e 41.008 novos casos no Brasil. Com isso, o total de óbitos desde o início da pandemia chega a 81.487. Para se ter ideia, o número é equivalente à população de Ubatuba, no Litoral, que possui 88.313 habitantes, conforme o IBGE.

O total de casos confirmados acumulados da doença chega a 2.159.654. O número é equivalente a toda população do Sergipe, onde 2.298.696 pessoas residem. Do total, 1.465.970 pessoas se recuperaram no País, ou seja, 67,9%. A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3.8%. A mortalidade (quantidade de óbitos por 100 mil habitantes) atingiu 38,8.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;