Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bin Laden ameaça muçulmanos que apoiarem governo do Iraque


Da AFP

30/12/2007 | 12:10


O líder da rede Al Qaeda, Osama bin Laden, divulgou uma mensagem neste sábado, advertindo os muçulmanos para que não dêem seu apoio ao governo iraquiano, que é amparado pelos Estados Unidos.

Em uma gravação de áudio de 56 minutos difundida na Internet, Bin Laden acusou os Estados Unidos de quererem controlar a região, por intermédio do governo iraquiano, segundo a página SITE, um instituto que controla fóruns de extremistas na rede.

Bin Laden mirou o Partido Islâmico do Iraque, um importante grupo político aliado do governo, e disse que os muçulmanos que o apoiarem serão considerados traidores do Islã, completou o informe do SITE.

"O grupo apóia os americanos no Iraque", disse Bin Laden, segundo uma tradução da mensagem em árabe.

O líder da Al Qaeda acrescentou ainda que estão "lutando contra os mujahedine, em vez de criar unidade com os heróis que estabeleceram o Estado Islâmico".

Para a Casa Branca, que divulgou uma nota a respeito, Bin Laden subestimou, em sua mensagem, a melhoria no Iraque e a importância da missão militar liderada pelas tropas americanas no país.

"Este é um lembrete de que o objetivo da Al Qaeda no Iraque é bloquear a democracia e a liberdade para os iraquianos. Também nos lembra que a missão de derrotar a Al Qaeda no Iraque é de importância crítica e deve ser bem-sucedida", afirmou o porta-voz Tony Fratto.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bin Laden ameaça muçulmanos que apoiarem governo do Iraque

Da AFP

30/12/2007 | 12:10


O líder da rede Al Qaeda, Osama bin Laden, divulgou uma mensagem neste sábado, advertindo os muçulmanos para que não dêem seu apoio ao governo iraquiano, que é amparado pelos Estados Unidos.

Em uma gravação de áudio de 56 minutos difundida na Internet, Bin Laden acusou os Estados Unidos de quererem controlar a região, por intermédio do governo iraquiano, segundo a página SITE, um instituto que controla fóruns de extremistas na rede.

Bin Laden mirou o Partido Islâmico do Iraque, um importante grupo político aliado do governo, e disse que os muçulmanos que o apoiarem serão considerados traidores do Islã, completou o informe do SITE.

"O grupo apóia os americanos no Iraque", disse Bin Laden, segundo uma tradução da mensagem em árabe.

O líder da Al Qaeda acrescentou ainda que estão "lutando contra os mujahedine, em vez de criar unidade com os heróis que estabeleceram o Estado Islâmico".

Para a Casa Branca, que divulgou uma nota a respeito, Bin Laden subestimou, em sua mensagem, a melhoria no Iraque e a importância da missão militar liderada pelas tropas americanas no país.

"Este é um lembrete de que o objetivo da Al Qaeda no Iraque é bloquear a democracia e a liberdade para os iraquianos. Também nos lembra que a missão de derrotar a Al Qaeda no Iraque é de importância crítica e deve ser bem-sucedida", afirmou o porta-voz Tony Fratto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;