Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasileira não suporta ‘ritmo suicida’


Do Diário do Grande ABC

01/01/2006 | 10:15


"Foi um ritmo suicida desde o início". As palavras da brasileira Lucélia de Oliveira Peres, após cruzar a chegada na avenida Paulista, resumiram seu esforço na 81ª Corrida Internacional de São Silvestre. Única brasileira a subir no pódio sábado à tarde, ela não suportou o sol forte e a força estrangeira, principalmente de Olivera Jevtic (Sérvia e Montenegro) e Rose Cheruiyot (Quênia), e encerrou a prova na quarta posição. Resultado abaixo do esperado, já que em 2004 Lucélia havia chegado na segunda posição. "Claro que gostaria de chegar à frente, mas não deu", lamentou, ao ser levada para o departamento médico.

Lucélia se manteve no grupo de frente desde o início da prova, sempre atrás da queniana Cheruiyot e ao lado da etíope Bizunesh Bekele, com quem travou uma disputa empolgante. O trio caminhava tranqüilo e a vitória da queniana estava desenhada quando, no km 13, a sérvia Jevtic disparou na subida da avenida Brigadeiro Luiz Antônio, o pior trecho da prova. "Foi nesse ponto que senti o ritmo forte", disse Lucélia.

A vitória foi de Jevtic, 27 anos, que garantiu o bicampeonato com o tempo de 51min38. Desde 1998, quando conquistou o primeiro título, ela não participava da prova. A segunda posição ficou com a queniana Cheruiyot (51min47), seguida pela etíope Bekele (52min02). Lucélia, a quarta colocada (52min10), evitou o domínio internacional ao completar o trajeto à frente da colombiana Berta Sanchez (quinta). A outra brasileira melhor colocada foi a Marizete Paula Rezende, vencedora em 2002, que chegou em sexto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasileira não suporta ‘ritmo suicida’

Do Diário do Grande ABC

01/01/2006 | 10:15


"Foi um ritmo suicida desde o início". As palavras da brasileira Lucélia de Oliveira Peres, após cruzar a chegada na avenida Paulista, resumiram seu esforço na 81ª Corrida Internacional de São Silvestre. Única brasileira a subir no pódio sábado à tarde, ela não suportou o sol forte e a força estrangeira, principalmente de Olivera Jevtic (Sérvia e Montenegro) e Rose Cheruiyot (Quênia), e encerrou a prova na quarta posição. Resultado abaixo do esperado, já que em 2004 Lucélia havia chegado na segunda posição. "Claro que gostaria de chegar à frente, mas não deu", lamentou, ao ser levada para o departamento médico.

Lucélia se manteve no grupo de frente desde o início da prova, sempre atrás da queniana Cheruiyot e ao lado da etíope Bizunesh Bekele, com quem travou uma disputa empolgante. O trio caminhava tranqüilo e a vitória da queniana estava desenhada quando, no km 13, a sérvia Jevtic disparou na subida da avenida Brigadeiro Luiz Antônio, o pior trecho da prova. "Foi nesse ponto que senti o ritmo forte", disse Lucélia.

A vitória foi de Jevtic, 27 anos, que garantiu o bicampeonato com o tempo de 51min38. Desde 1998, quando conquistou o primeiro título, ela não participava da prova. A segunda posição ficou com a queniana Cheruiyot (51min47), seguida pela etíope Bekele (52min02). Lucélia, a quarta colocada (52min10), evitou o domínio internacional ao completar o trajeto à frente da colombiana Berta Sanchez (quinta). A outra brasileira melhor colocada foi a Marizete Paula Rezende, vencedora em 2002, que chegou em sexto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;