Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 1 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Caminhoneiro teve diagnóstico inicial de pneumonia


Rogério Gatti
Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

15/01/2008 | 07:04


O caminhoneiro de São Bernardo internado com suspeita de febre amarela teve a doença diagnosticada como pneumonia na primeira vez em que procurou atendimento médico.

O homem, cuja identidade é preservada, melhorou após ter sido medicado com antibióticos, mas sofreu uma recaída ao fim do tratamento. Só então foi levantada a suspeita de febre amarela.

ANO NOVO

Segundo o diretor do Departamento de Vigilância à Saúde de São Bernardo, Vagner Kuroiwa, o caminhoneiro já sentia os sintomas da doença quando deixou Porto Velho, Capital de Rondônia, entre os dias 27 e 28 de dezembro.

“Ele pensou em procurar um médico durante a viagem, mas resolveu seguir em frente, com medo de não chegar a tempo da festa de Ano Novo”, disse Kuroiwa, que conversou pessoalmente com o caminhoneiro. Desde sexta-feira, o motorista está internado no Hospital Brasil, em Santo André. Segundo o diretor de Vigilância à Saúde, ele tem reagido bem à medicação.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Caminhoneiro teve diagnóstico inicial de pneumonia

Rogério Gatti
Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

15/01/2008 | 07:04


O caminhoneiro de São Bernardo internado com suspeita de febre amarela teve a doença diagnosticada como pneumonia na primeira vez em que procurou atendimento médico.

O homem, cuja identidade é preservada, melhorou após ter sido medicado com antibióticos, mas sofreu uma recaída ao fim do tratamento. Só então foi levantada a suspeita de febre amarela.

ANO NOVO

Segundo o diretor do Departamento de Vigilância à Saúde de São Bernardo, Vagner Kuroiwa, o caminhoneiro já sentia os sintomas da doença quando deixou Porto Velho, Capital de Rondônia, entre os dias 27 e 28 de dezembro.

“Ele pensou em procurar um médico durante a viagem, mas resolveu seguir em frente, com medo de não chegar a tempo da festa de Ano Novo”, disse Kuroiwa, que conversou pessoalmente com o caminhoneiro. Desde sexta-feira, o motorista está internado no Hospital Brasil, em Santo André. Segundo o diretor de Vigilância à Saúde, ele tem reagido bem à medicação.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;