Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

‘Flare’ incomoda vizinhos de Pólo


Kelly Zucatelli
Do Diário do Grande ABC

22/04/2008 | 07:07


Os moradores do entorno do Pólo Petroquímico, em Santo André, voltaram a ter problemas ontem com a fumaça expelida pelo flare. Duas quedas de energia às 7h50 e às 11h30 aumentaram a chama do sistema de segurança, responsável pela queima de gases inflamáveis das empresas do grupo.

 “Logo cedo estava tudo escuro aqui. Quando acontece isso temos de fechar as janelas, pois a casa fica cheia de fuligem”, disse a dona de casa Maria Meirelles, 63 anos.

 A vizinhança reclama da chama forte de fumaça preta que irrita os olhos e as narinas, além de ter um cheiro forte. “Depois de 25 anos convivendo com isso, tive vários problemas respiratórios e há um mês resolvi me mudar para Ribeirão Pires”, disse a diarista Elenice de Melo Barbosa, que agora tenta vender o imóvel.

 De acordo com o gerente executivo da Apolo (Associação das Indústrias do Pólo Petroquímico do Grande ABC), Sidney dos Santos, entre agosto e outubro, a Petroquímica irá instalar um flare enclausurado, que irá reduzir o nível de ruído e a emissão de fumaça. Com isso, o aparelho já existente funcionará menos.

 “Esse é um projeto específico que ajudará muito. Ele será instalado durante a parada geral de manutenção”, explicou Santos.

 Neste período da parada, todas as empresas do grupo Apolo farão manutenção preventiva, como melhorias dos processos, instalação de novos equipamentos e modificações para ampliar a capacidade produtiva.

 “A previsão para normalizar a questão varia em cada empresa. Algumas conseguem em pouco tempo controlar a fumaça, enquanto outras, devido à complexidade no processo industrial demora mais”, disse o gerente.

 Segundo Santos, o controle da fumaça seria concluído ainda hoje pela manhã.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

‘Flare’ incomoda vizinhos de Pólo

Kelly Zucatelli
Do Diário do Grande ABC

22/04/2008 | 07:07


Os moradores do entorno do Pólo Petroquímico, em Santo André, voltaram a ter problemas ontem com a fumaça expelida pelo flare. Duas quedas de energia às 7h50 e às 11h30 aumentaram a chama do sistema de segurança, responsável pela queima de gases inflamáveis das empresas do grupo.

 “Logo cedo estava tudo escuro aqui. Quando acontece isso temos de fechar as janelas, pois a casa fica cheia de fuligem”, disse a dona de casa Maria Meirelles, 63 anos.

 A vizinhança reclama da chama forte de fumaça preta que irrita os olhos e as narinas, além de ter um cheiro forte. “Depois de 25 anos convivendo com isso, tive vários problemas respiratórios e há um mês resolvi me mudar para Ribeirão Pires”, disse a diarista Elenice de Melo Barbosa, que agora tenta vender o imóvel.

 De acordo com o gerente executivo da Apolo (Associação das Indústrias do Pólo Petroquímico do Grande ABC), Sidney dos Santos, entre agosto e outubro, a Petroquímica irá instalar um flare enclausurado, que irá reduzir o nível de ruído e a emissão de fumaça. Com isso, o aparelho já existente funcionará menos.

 “Esse é um projeto específico que ajudará muito. Ele será instalado durante a parada geral de manutenção”, explicou Santos.

 Neste período da parada, todas as empresas do grupo Apolo farão manutenção preventiva, como melhorias dos processos, instalação de novos equipamentos e modificações para ampliar a capacidade produtiva.

 “A previsão para normalizar a questão varia em cada empresa. Algumas conseguem em pouco tempo controlar a fumaça, enquanto outras, devido à complexidade no processo industrial demora mais”, disse o gerente.

 Segundo Santos, o controle da fumaça seria concluído ainda hoje pela manhã.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;