Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Como atualizar o sistema Windows para se proteger

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


28/06/2017 | 08:56


Nos dois recentes ataques de ransomware, a principal forma de infecção das máquinas foi por uma falha no sistema operacional Windows que já estava corrigida na última atualização do software. Assim, os computadores foram afetados porque estavam com a atualização pendente, o que permitiu a infecção e propagação do ransomware. Por isso, quem ainda não fez as atualizações, precisa fazer a que foi disponibilizada pela Microsoft em maio - que já engloba a liberada em março - o quanto antes.

O processo é bastante simples. Para usuários do Windows 10, basta acessar o menu Iniciar, usar a busca interna do Windows para pesquisar a expressão "verificar se há atualizações" e entrar no link de mesmo nome. Na próxima tela, é só apertar o botão "verificar se há atualizações" e instalar a última mostrada pelo Windows Update.

Para aqueles que usam versões mais antigas do sistema, como o Windows 7 ou o 8, é preciso procurar por "Windows Update" na barra de pesquisa do Windows, entrar na página correspondente, clicar em "procurar atualizações" e instalar a versão de 12 de maio. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Como atualizar o sistema Windows para se proteger


28/06/2017 | 08:56


Nos dois recentes ataques de ransomware, a principal forma de infecção das máquinas foi por uma falha no sistema operacional Windows que já estava corrigida na última atualização do software. Assim, os computadores foram afetados porque estavam com a atualização pendente, o que permitiu a infecção e propagação do ransomware. Por isso, quem ainda não fez as atualizações, precisa fazer a que foi disponibilizada pela Microsoft em maio - que já engloba a liberada em março - o quanto antes.

O processo é bastante simples. Para usuários do Windows 10, basta acessar o menu Iniciar, usar a busca interna do Windows para pesquisar a expressão "verificar se há atualizações" e entrar no link de mesmo nome. Na próxima tela, é só apertar o botão "verificar se há atualizações" e instalar a última mostrada pelo Windows Update.

Para aqueles que usam versões mais antigas do sistema, como o Windows 7 ou o 8, é preciso procurar por "Windows Update" na barra de pesquisa do Windows, entrar na página correspondente, clicar em "procurar atualizações" e instalar a versão de 12 de maio. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;