Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil pega Grã-Bretanha
por liderança do grupo

Este é o primeiro jogo da seleção feminina no emblemático
Wembley; brasileiras precisam empatar para ficar na ponta


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

31/07/2012 | 07:00


Aliviado com a classificação para a segunda fase assegurada, o futebol feminino do Brasil entra em campo às 15h45 (de Brasília) contra a Grã-Bretanha para definir a liderança do grupo e, consequentemente, o adversário na segunda fase. As brasileiras precisam do empate para se manter na ponta e encarar Canadá ou Coreia do Norte. Em caso de derrota, o time termina em segundo e cruzará com Japão ou Suécia.

Além de ser grande teste para as brasileiras, a partida entra para a história como a primeira do futebol feminino no emblemático Estádio de Wembley, um dos mais famosos do mundo. "Jogar lá (em Wembley) pela primeira vez na história é outro passo magnífico para o futebol feminino. Além disso, para nós será outro duelo decisivo e vamos enfrentá-lo como tal. Para conseguir o ouro é preciso jogar todas as partidas como se fossem finais", cobrou o técnico Jorge Barcellos.

Satisfeito com a campanha irrepreensível até o momento - vitórias sobre Camarões (5 a 0) e Nova Zelândia (1 a 0) - o treinador espera que a pressão pela tão sonhado primeiro lugar aumente com o afunilamento da competição. "Apesar de já sofrermos a mesma pressão que o futebol masculino, o feminino nasceu nos anos 1990 e ainda está amadurecendo", justificou o técnico, lembrando que as meninas brasileiras acumulam duas medalhas de prata nos Jogos de Atenas-2004 e Pequim-2008. "Agora queremos o ouro", completou.

Duas jogadoras entram em campo de olho em importantes marcas pessoais. A atacante Cristiane, artilheira do torneio com dois gols, chegou a 12 nas três olimpíadas que disputou e se tornou a maior goleadora na história da competição. Ela tem como objetivo ampliar essa marca para eternizar seu nome na galeria dos Jogos.

Já a goleira Andreia, que defende o São Caetano/Juventus, acumula oito partidas de invencibilidade em partidas olímpicas. Hoje, porém, ela deve ter mais dificuldade contra a atacante britânica Stephanie Houghton, que também já balançou a rede duas vezes na competição de Londres

Mano convoca Paulinho e time olímpico contra a Suécia

Tranquilo após a vitória por 3 a 1 sobre a Bielo-Rússia, o técnico Mano Menezes anunciou ontem a convocação de 23 jogadores para amistoso contra a Suécia, dia 15, em Estocolmo. A principal novidade foi o volante Paulinho, do Corinthians, enquanto Ramires, do Chelsea, volta a ganhar chance com o comandante.

Em grande fase no Timão, Paulinho não foi chamado por Mano Menezes no período em que o time paulista disputava a Copa Libertadores. Já Ramires não defende a Seleção desde a Copa América de 2011.

A lista anunciada por Mano Menezes traz os nomes de todos os jogadores que estão disputando a Olimpíada, exceto o do lateral-esquerdo Marcelo. O jogador do Real Madrid não poderá enfrentar a Suécia por ter sido expulso no último amistoso do Brasil contra a Argentina, nos Estados Unidos.

As outras novidades foram as presenças do zagueiro Dedé, do Vasco, do lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona, e do atacante Jonas, do Valência. "Chamei jogadores que têm atuado bem nos clubes e que fazem parte do grupo que estamos construindo visando a Copa das Confederações e o Mundial de 2014", afirmou Mano.

Ao manter o time olímpico, o treinador deixa claro que a base da Seleção é formada pela jovem equipe que defende o Brasil nos Jogos. Mano também explicou que a divulgação da convocação durante a Olimpíada de Londres foi realizada para obedecer norma da entidade que controla o futebol mundial. "Estamos em meio a uma das competições principais do ano. É importante que não haja interferência em nenhum aspecto deste processo. ", explicou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil pega Grã-Bretanha
por liderança do grupo

Este é o primeiro jogo da seleção feminina no emblemático
Wembley; brasileiras precisam empatar para ficar na ponta

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

31/07/2012 | 07:00


Aliviado com a classificação para a segunda fase assegurada, o futebol feminino do Brasil entra em campo às 15h45 (de Brasília) contra a Grã-Bretanha para definir a liderança do grupo e, consequentemente, o adversário na segunda fase. As brasileiras precisam do empate para se manter na ponta e encarar Canadá ou Coreia do Norte. Em caso de derrota, o time termina em segundo e cruzará com Japão ou Suécia.

Além de ser grande teste para as brasileiras, a partida entra para a história como a primeira do futebol feminino no emblemático Estádio de Wembley, um dos mais famosos do mundo. "Jogar lá (em Wembley) pela primeira vez na história é outro passo magnífico para o futebol feminino. Além disso, para nós será outro duelo decisivo e vamos enfrentá-lo como tal. Para conseguir o ouro é preciso jogar todas as partidas como se fossem finais", cobrou o técnico Jorge Barcellos.

Satisfeito com a campanha irrepreensível até o momento - vitórias sobre Camarões (5 a 0) e Nova Zelândia (1 a 0) - o treinador espera que a pressão pela tão sonhado primeiro lugar aumente com o afunilamento da competição. "Apesar de já sofrermos a mesma pressão que o futebol masculino, o feminino nasceu nos anos 1990 e ainda está amadurecendo", justificou o técnico, lembrando que as meninas brasileiras acumulam duas medalhas de prata nos Jogos de Atenas-2004 e Pequim-2008. "Agora queremos o ouro", completou.

Duas jogadoras entram em campo de olho em importantes marcas pessoais. A atacante Cristiane, artilheira do torneio com dois gols, chegou a 12 nas três olimpíadas que disputou e se tornou a maior goleadora na história da competição. Ela tem como objetivo ampliar essa marca para eternizar seu nome na galeria dos Jogos.

Já a goleira Andreia, que defende o São Caetano/Juventus, acumula oito partidas de invencibilidade em partidas olímpicas. Hoje, porém, ela deve ter mais dificuldade contra a atacante britânica Stephanie Houghton, que também já balançou a rede duas vezes na competição de Londres

Mano convoca Paulinho e time olímpico contra a Suécia

Tranquilo após a vitória por 3 a 1 sobre a Bielo-Rússia, o técnico Mano Menezes anunciou ontem a convocação de 23 jogadores para amistoso contra a Suécia, dia 15, em Estocolmo. A principal novidade foi o volante Paulinho, do Corinthians, enquanto Ramires, do Chelsea, volta a ganhar chance com o comandante.

Em grande fase no Timão, Paulinho não foi chamado por Mano Menezes no período em que o time paulista disputava a Copa Libertadores. Já Ramires não defende a Seleção desde a Copa América de 2011.

A lista anunciada por Mano Menezes traz os nomes de todos os jogadores que estão disputando a Olimpíada, exceto o do lateral-esquerdo Marcelo. O jogador do Real Madrid não poderá enfrentar a Suécia por ter sido expulso no último amistoso do Brasil contra a Argentina, nos Estados Unidos.

As outras novidades foram as presenças do zagueiro Dedé, do Vasco, do lateral-direito Daniel Alves, do Barcelona, e do atacante Jonas, do Valência. "Chamei jogadores que têm atuado bem nos clubes e que fazem parte do grupo que estamos construindo visando a Copa das Confederações e o Mundial de 2014", afirmou Mano.

Ao manter o time olímpico, o treinador deixa claro que a base da Seleção é formada pela jovem equipe que defende o Brasil nos Jogos. Mano também explicou que a divulgação da convocação durante a Olimpíada de Londres foi realizada para obedecer norma da entidade que controla o futebol mundial. "Estamos em meio a uma das competições principais do ano. É importante que não haja interferência em nenhum aspecto deste processo. ", explicou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;