Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Rede de relacionamento aproxima empresários


Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

24/06/2010 | 07:00


Visando criar uma rede de relacionamento entre empresários de todo o País, três engenheiros recém-formados criaram o site Empreendemia, em que é possível se cadastrar gratuitamente e inserir seu cartão de visita, descrevendo o que produz ou comercializa e anunciando o que procura. O objetivo é facilitar a vida principalmente de micro e pequenos empreendedores.

Essa feira de negócios on-line entrou no ar em dezembro, e, desde então, já conquistou 1.600 integrantes. Segundo um de seus idealizadores, Luiz Piovesana, a adesão vem crescendo na casa dos 35% ao mês.

Isso proporcionou a segurança de lançar serviço customizado pelo qual o empresário tem uma página com a cara de sua empresa, escolhendo modelo, cor da tela e desenho do cartão de visita. Tudo a partir de R$ 40 mensais. "É ótimo para quem ainda não tem um site, pois o serviço dá uma identidade à página do empresário", afirma.

O site conta com a participação de 24 empresas do Grande ABC, sendo 10 de São Bernardo, oito de Santo André, quatro de São Caetano e duas de Diadema. Quanto maior a adesão, maior a gama de oferta.

Em agosto será lançado mais um serviço, desta vez de aplicativos web de gestão, tanto financeira, como de projetos e de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente). "Por meio do Empreendemia será possível acessar os programas com os quais gerencia sua empresa", explica. Os valores ainda não foram definidos.

Histórico - A ideia do Empreendemia surgiu do blog criado no início do ano passado, durante a faculdade, chamado Saia do Lugar. Hoje, contabiliza 60 mil visitas mensais, crescimento de 30% por mês.

Piovesana conta que para ter divulgação, começaram a apresentar a ideia a fundos de investimento e a blogueiros de empreendedorismo e tecnologia da informação, que tinham mais experiência no assunto. Aprovada, começaram a divulgar nos blogs e contrataram assessoria de imprensa para apresentar o produto a empresários potenciais.

O trio gastou, ao todo, menos de R$ 3.000 para colocar o site em funcionamento.

Dicas - Com base na experiência bem-sucedida, resolveram publicar um livro on-line com orientações práticas parar tirar ideias empreendedoras do papel. O e-book ‘Desenvolvimento de produtos sem enrolação' é vendido pelo site do Empreendemia e, segundo Piovesana, em vez de conter técnicas tradicionais de gestão de projetos e engenharia, relata as experiências da equipe no desenvolvimento do produto e como aproveitar opiniões dos clientes e especialistas para a melhoria do projeto.

"A primeira dica é criar algo útil. Você tem de se perguntar, por exemplo: Alguém compraria esse produto de mim? Ele vai mudar a vida de alguém? Vai diminuir a dor de alguém? Caso a resposta seja positiva, é hora de colocar o pensamento em prática", diz.

O segundo passo é avaliar se o produto é simples, de fácil compreensão. Se for algo muito complicado que até o criador tenha dificuldade em explicar para que serve, dificilmente alguém vai querer.

O terceiro passo é ir atrás de quem entenda do assunto para analisa-lo. "É preciso que seu produto tenha um feedback de alguém da área antes de ser lançado", afirma Piovesana. Ele recomenda também que o empresário se aproxime de seu público-alvo para popularizar a ideia de sua criação, a fim de fomentar sua credibilidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rede de relacionamento aproxima empresários

Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

24/06/2010 | 07:00


Visando criar uma rede de relacionamento entre empresários de todo o País, três engenheiros recém-formados criaram o site Empreendemia, em que é possível se cadastrar gratuitamente e inserir seu cartão de visita, descrevendo o que produz ou comercializa e anunciando o que procura. O objetivo é facilitar a vida principalmente de micro e pequenos empreendedores.

Essa feira de negócios on-line entrou no ar em dezembro, e, desde então, já conquistou 1.600 integrantes. Segundo um de seus idealizadores, Luiz Piovesana, a adesão vem crescendo na casa dos 35% ao mês.

Isso proporcionou a segurança de lançar serviço customizado pelo qual o empresário tem uma página com a cara de sua empresa, escolhendo modelo, cor da tela e desenho do cartão de visita. Tudo a partir de R$ 40 mensais. "É ótimo para quem ainda não tem um site, pois o serviço dá uma identidade à página do empresário", afirma.

O site conta com a participação de 24 empresas do Grande ABC, sendo 10 de São Bernardo, oito de Santo André, quatro de São Caetano e duas de Diadema. Quanto maior a adesão, maior a gama de oferta.

Em agosto será lançado mais um serviço, desta vez de aplicativos web de gestão, tanto financeira, como de projetos e de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente). "Por meio do Empreendemia será possível acessar os programas com os quais gerencia sua empresa", explica. Os valores ainda não foram definidos.

Histórico - A ideia do Empreendemia surgiu do blog criado no início do ano passado, durante a faculdade, chamado Saia do Lugar. Hoje, contabiliza 60 mil visitas mensais, crescimento de 30% por mês.

Piovesana conta que para ter divulgação, começaram a apresentar a ideia a fundos de investimento e a blogueiros de empreendedorismo e tecnologia da informação, que tinham mais experiência no assunto. Aprovada, começaram a divulgar nos blogs e contrataram assessoria de imprensa para apresentar o produto a empresários potenciais.

O trio gastou, ao todo, menos de R$ 3.000 para colocar o site em funcionamento.

Dicas - Com base na experiência bem-sucedida, resolveram publicar um livro on-line com orientações práticas parar tirar ideias empreendedoras do papel. O e-book ‘Desenvolvimento de produtos sem enrolação' é vendido pelo site do Empreendemia e, segundo Piovesana, em vez de conter técnicas tradicionais de gestão de projetos e engenharia, relata as experiências da equipe no desenvolvimento do produto e como aproveitar opiniões dos clientes e especialistas para a melhoria do projeto.

"A primeira dica é criar algo útil. Você tem de se perguntar, por exemplo: Alguém compraria esse produto de mim? Ele vai mudar a vida de alguém? Vai diminuir a dor de alguém? Caso a resposta seja positiva, é hora de colocar o pensamento em prática", diz.

O segundo passo é avaliar se o produto é simples, de fácil compreensão. Se for algo muito complicado que até o criador tenha dificuldade em explicar para que serve, dificilmente alguém vai querer.

O terceiro passo é ir atrás de quem entenda do assunto para analisa-lo. "É preciso que seu produto tenha um feedback de alguém da área antes de ser lançado", afirma Piovesana. Ele recomenda também que o empresário se aproxime de seu público-alvo para popularizar a ideia de sua criação, a fim de fomentar sua credibilidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;