Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Márcio Araújo inicia
luta no São Caetano


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

17/09/2011 | 07:31


Na estreia diante do Americana, hoje (16h20), no Anacleto Campanella, pela 24ª rodada da Série B do Brasileiro, Márcio Araújo inicia a contagem regressiva para salvar o clube do rebaixamento. Terá 15 jogos para isso, até o dia 26 de novembro, data da última partida em casa, contra o Criciúma.

Ao assumir o cargo em substituição a Oswaldo Alvarez, o Vadão, no meio da semana, e traçar um primeiro diagnóstico da equipe, o novo técnico a comparou a paciente que precisa primeiramente sair da Unidade de Terapia Intensiva para depois passar para um leito normal, em quadro estável para ser tratado, para só então retornar às ruas.

Com a experiência de quem já passou por situação semelhante no Avaí (pegou o time em 17º lugar na mesma competição) em 2005 e o livrou do rebaixamento, Araújo admite que a situação não é das mais simples, mas a encara com otimismo. "O que me deixa convicto de que podemos sair dessa situação é que contamos com jogadores experientes e isso é meio caminho andado", analisou.

O treinador descartou mudanças no esquema tático como maneira de tentar algo diferente para ver se o time reage. O Azulão é o 18º colocado com 24 pontos. "Vou mexer o mínimo possível na estrutura neste momento. Aos poucos podemos mudar, mas sempre obedecendo as características dos jogadores que temos."

Para o confronto com o Americana, Márcio Araújo não contará com o zagueiro Domingos, suspenso. Thiago Martinelli deve ficar com a vaga. Com a ausência de Domingos, o time deve voltar ao 4-4-2, com dois zagueiros. Na derrota para a Ponte Preta, o interino Ailton Silva armou o time no 3-5-2, com três zagueiros (leia mais na página 2). No entanto, Araújo pode usar três volantes e justificou: "Pela formação deles (do Americana) preciso reforçar a marcação no meio, até porque se precisar mudar posso recuar um dos volantes para a zaga."

Com dores nas costas, o meia Ailton virou dúvida. Kléber é opção.

Mudança no esquema tático não afeta equipe, afirma Preto Costa

Os jogadores do São Caetano entendem que as mudanças no esquema tático, na transição entre Vadão e Márcio Araújo, não têm prejudicado o rendimento da equipe na Série B do Brasileiro.

O Azulão começou o torneio no 4-4-2, com Márcio Goiano. Vadão o manteve a duras penas durante os 13 jogos em que comandou o time - três vitórias, cinco empates e cinco derrotas - e decidiu mudar para o 3-5-2 diante do Bragantino com a esperança de que houvesse alguma reação. Não foi feliz. O time perdeu por 2 a 0 e o treinador foi demitido.

Diante da Ponte Preta, o interino Ailton Silva manteve o 3-5-2, com Domingos, Thiago Martinelli e Preto Costa na linha de zaga. Também não deu certo e outra derrota (1 a 0).

Agora, Márcio Araújo ensaia o 4-4-2 para o confronto de hoje (16h20), diante do Americana, no Estádio Anacleto Campanella.

Para Preto Costa, recém- contratado e que vai experimentar os dois esquemas - já jogou no 3-5-2 contra Bragantino e Ponte Preta -, a mudança não atrapalha a equipe. "O time já jogou nos dois sistemas. Então não tem desculpa. Treinamos bem e espero que dê certo. Com a vontade que o Márcio (Araújo) demonstrou, espero que nos contagie e possamos buscar a recuperação."

O zagueiro não considera o Americana favorito por estar invicto há sete jogos e entre os primeiros na tabela, com 40 pontos. "Futebol começa no 0 a 0 e quem for melhor dentro de campo leva os três pontos."

A equipe conta com o retorno do atacante Antônio Flávio, expulso contra o Boa Esporte e que ficou de fora das duas últimas rodadas, na última por opção do treinador interino Ailton Silva. Ele se diz arrependido pela expulsão. "Foi a primeira na minha carreira e espero que seja a última. Sei que prejudiquei o time e já pedi desculpas." O Azulão perdeu por 4 a 1, e o jogador ainda será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Guedes aposta no bom desempenho de visitante para vencer

Invicto há setes partidas, desde a chegada do técnico Sérgio Guedes, que no ano passado treinou o São Caetano, o Americana aposta no desempenho como visitante para se segurar no G-4 da Série B. Fora de casa, sob o comando de Guedes, o time tem três jogos e três vitórias, diante de Vila Nova, Duque de Caxias e Paraná.

É nesse retrospecto que o treinador acredita para obter mais uma vitória. "Temos nos portado melhor em partidas longe de casa. O adversário vem para cima e com isso temos mais espaços para criar oportunidades e atacar. Dentro de casa, os times jogam fechados, o que torna os jogos um pouco mais truncados", analisou.

Apesar da situação crítica do adversário, Guedes prega o respeito. "Eles estão na zona de rebaixamento, mas temos de respeitar, pois eles virão para cima e temos de usar isso a nosso favor." O time joga completo. (das Agências)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Márcio Araújo inicia
luta no São Caetano

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

17/09/2011 | 07:31


Na estreia diante do Americana, hoje (16h20), no Anacleto Campanella, pela 24ª rodada da Série B do Brasileiro, Márcio Araújo inicia a contagem regressiva para salvar o clube do rebaixamento. Terá 15 jogos para isso, até o dia 26 de novembro, data da última partida em casa, contra o Criciúma.

Ao assumir o cargo em substituição a Oswaldo Alvarez, o Vadão, no meio da semana, e traçar um primeiro diagnóstico da equipe, o novo técnico a comparou a paciente que precisa primeiramente sair da Unidade de Terapia Intensiva para depois passar para um leito normal, em quadro estável para ser tratado, para só então retornar às ruas.

Com a experiência de quem já passou por situação semelhante no Avaí (pegou o time em 17º lugar na mesma competição) em 2005 e o livrou do rebaixamento, Araújo admite que a situação não é das mais simples, mas a encara com otimismo. "O que me deixa convicto de que podemos sair dessa situação é que contamos com jogadores experientes e isso é meio caminho andado", analisou.

O treinador descartou mudanças no esquema tático como maneira de tentar algo diferente para ver se o time reage. O Azulão é o 18º colocado com 24 pontos. "Vou mexer o mínimo possível na estrutura neste momento. Aos poucos podemos mudar, mas sempre obedecendo as características dos jogadores que temos."

Para o confronto com o Americana, Márcio Araújo não contará com o zagueiro Domingos, suspenso. Thiago Martinelli deve ficar com a vaga. Com a ausência de Domingos, o time deve voltar ao 4-4-2, com dois zagueiros. Na derrota para a Ponte Preta, o interino Ailton Silva armou o time no 3-5-2, com três zagueiros (leia mais na página 2). No entanto, Araújo pode usar três volantes e justificou: "Pela formação deles (do Americana) preciso reforçar a marcação no meio, até porque se precisar mudar posso recuar um dos volantes para a zaga."

Com dores nas costas, o meia Ailton virou dúvida. Kléber é opção.

Mudança no esquema tático não afeta equipe, afirma Preto Costa

Os jogadores do São Caetano entendem que as mudanças no esquema tático, na transição entre Vadão e Márcio Araújo, não têm prejudicado o rendimento da equipe na Série B do Brasileiro.

O Azulão começou o torneio no 4-4-2, com Márcio Goiano. Vadão o manteve a duras penas durante os 13 jogos em que comandou o time - três vitórias, cinco empates e cinco derrotas - e decidiu mudar para o 3-5-2 diante do Bragantino com a esperança de que houvesse alguma reação. Não foi feliz. O time perdeu por 2 a 0 e o treinador foi demitido.

Diante da Ponte Preta, o interino Ailton Silva manteve o 3-5-2, com Domingos, Thiago Martinelli e Preto Costa na linha de zaga. Também não deu certo e outra derrota (1 a 0).

Agora, Márcio Araújo ensaia o 4-4-2 para o confronto de hoje (16h20), diante do Americana, no Estádio Anacleto Campanella.

Para Preto Costa, recém- contratado e que vai experimentar os dois esquemas - já jogou no 3-5-2 contra Bragantino e Ponte Preta -, a mudança não atrapalha a equipe. "O time já jogou nos dois sistemas. Então não tem desculpa. Treinamos bem e espero que dê certo. Com a vontade que o Márcio (Araújo) demonstrou, espero que nos contagie e possamos buscar a recuperação."

O zagueiro não considera o Americana favorito por estar invicto há sete jogos e entre os primeiros na tabela, com 40 pontos. "Futebol começa no 0 a 0 e quem for melhor dentro de campo leva os três pontos."

A equipe conta com o retorno do atacante Antônio Flávio, expulso contra o Boa Esporte e que ficou de fora das duas últimas rodadas, na última por opção do treinador interino Ailton Silva. Ele se diz arrependido pela expulsão. "Foi a primeira na minha carreira e espero que seja a última. Sei que prejudiquei o time e já pedi desculpas." O Azulão perdeu por 4 a 1, e o jogador ainda será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Guedes aposta no bom desempenho de visitante para vencer

Invicto há setes partidas, desde a chegada do técnico Sérgio Guedes, que no ano passado treinou o São Caetano, o Americana aposta no desempenho como visitante para se segurar no G-4 da Série B. Fora de casa, sob o comando de Guedes, o time tem três jogos e três vitórias, diante de Vila Nova, Duque de Caxias e Paraná.

É nesse retrospecto que o treinador acredita para obter mais uma vitória. "Temos nos portado melhor em partidas longe de casa. O adversário vem para cima e com isso temos mais espaços para criar oportunidades e atacar. Dentro de casa, os times jogam fechados, o que torna os jogos um pouco mais truncados", analisou.

Apesar da situação crítica do adversário, Guedes prega o respeito. "Eles estão na zona de rebaixamento, mas temos de respeitar, pois eles virão para cima e temos de usar isso a nosso favor." O time joga completo. (das Agências)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;