Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 22 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Tite e bancada do PSDB ajustam relação política

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeito e vereadores tucanos reduzem tensão depois de estremecimento e afinam discursos


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

05/03/2021 | 00:29


O prefeito de São Caetano, Tite Campanella (Cidadania), se reuniu ontem com a bancada de vereadores do PSDB com o objetivo de distensionar a relação entre as partes, estremecida por dois episódios recentes no Legislativo: a eleição para presidência da comissão de finanças e a escolha da liderança do bloco na casa.

Os vereadores Daniel Córdoba, Marcos Fontes, Fábio Soares, Beto Vidoski e Pio Mielo (presidente da Câmara) conversaram por uma hora com Tite. O chefe do Executivo resumiu o encontro: “Foi revigorante”.

Ruídos na relação foram identificados quando, na comissão de finanças, em vez de Córdoba, o bloco escolheu Caio Salgado (PL) como presidente. Na sequência, Vidoski foi eleito, por unanimidade, líder da bancada tucana. Como resposta, o governo exonerou indicados de Vidoski do Palácio da Cerâmica.

“O PSDB é aliado de primeira hora da nossa gestão. É a maior bancada que temos. Diante de seu tamanho, podemos inferir que foram eles os mais beneficiados com o êxito da administração e os que têm a ganhar ainda mais com o sucesso desta administração, porque são governos de continuidade”, comentou Tite. “Institucionalmente, a gente não pode contaminar a relação entre a administração e partido. O Beto não é obrigado a concordar com tudo que acredito nem eu obrigado a concordar com tudo que o Pio acredita. Partido é organismo vivo. A reunião serviu para mostrar que, apesar de eventuais posições divergentes, o partido e a administração comungam do mesmo princípio, que é pensar o melhor para São Caetano”, emendou.

Vidoski também elogiou o encontro. Disse que ficou acertado que a bancada e Tite vão se reunir todos os meses com o propósito de discutir projetos e rumos da cidade. “Não ficaremos restritos aos assuntos da Câmara, queremos falar de São Caetano. Hoje (ontem), até pelo momento, a pauta sobre a Covid-19 dominou a reunião, bem como a inclusão da cidade na fase vermelha do Plano São Paulo. Saímos satisfeitos.”

Pio classificou a agenda como “extremamente produtiva”. “Exercício que mostra a unidade do grupo político formado por Cidadania, PSDB, PL, Avante e Podemos”, citou o tucano. Ele revelou que a próxima reunião de Tite deve acontecer com as lideranças do Podemos, em especial a vereadora Suely Nogueira (Podemos), que também teve estremecimento recente na relação com o Palácio da Cerâmica. “Vamos consolidar esse grupo político. Certeza que a vereadora Suely vai reafirmar seu compromisso com a administração e nosso grupo político.”

“Encontro muito positivo da bancada com o prefeito Tite Campanella, para apoio à sua gestão e alinhamento dos rumos políticos da cidade”, finalizou Córdoba. “Também discutimos possibilidades técnicas e jurídicas da minha indicação para que São Caetano fique na fase laranja do Plano São Paulo, não na vermelha.”  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tite e bancada do PSDB ajustam relação política

Prefeito e vereadores tucanos reduzem tensão depois de estremecimento e afinam discursos

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

05/03/2021 | 00:29


O prefeito de São Caetano, Tite Campanella (Cidadania), se reuniu ontem com a bancada de vereadores do PSDB com o objetivo de distensionar a relação entre as partes, estremecida por dois episódios recentes no Legislativo: a eleição para presidência da comissão de finanças e a escolha da liderança do bloco na casa.

Os vereadores Daniel Córdoba, Marcos Fontes, Fábio Soares, Beto Vidoski e Pio Mielo (presidente da Câmara) conversaram por uma hora com Tite. O chefe do Executivo resumiu o encontro: “Foi revigorante”.

Ruídos na relação foram identificados quando, na comissão de finanças, em vez de Córdoba, o bloco escolheu Caio Salgado (PL) como presidente. Na sequência, Vidoski foi eleito, por unanimidade, líder da bancada tucana. Como resposta, o governo exonerou indicados de Vidoski do Palácio da Cerâmica.

“O PSDB é aliado de primeira hora da nossa gestão. É a maior bancada que temos. Diante de seu tamanho, podemos inferir que foram eles os mais beneficiados com o êxito da administração e os que têm a ganhar ainda mais com o sucesso desta administração, porque são governos de continuidade”, comentou Tite. “Institucionalmente, a gente não pode contaminar a relação entre a administração e partido. O Beto não é obrigado a concordar com tudo que acredito nem eu obrigado a concordar com tudo que o Pio acredita. Partido é organismo vivo. A reunião serviu para mostrar que, apesar de eventuais posições divergentes, o partido e a administração comungam do mesmo princípio, que é pensar o melhor para São Caetano”, emendou.

Vidoski também elogiou o encontro. Disse que ficou acertado que a bancada e Tite vão se reunir todos os meses com o propósito de discutir projetos e rumos da cidade. “Não ficaremos restritos aos assuntos da Câmara, queremos falar de São Caetano. Hoje (ontem), até pelo momento, a pauta sobre a Covid-19 dominou a reunião, bem como a inclusão da cidade na fase vermelha do Plano São Paulo. Saímos satisfeitos.”

Pio classificou a agenda como “extremamente produtiva”. “Exercício que mostra a unidade do grupo político formado por Cidadania, PSDB, PL, Avante e Podemos”, citou o tucano. Ele revelou que a próxima reunião de Tite deve acontecer com as lideranças do Podemos, em especial a vereadora Suely Nogueira (Podemos), que também teve estremecimento recente na relação com o Palácio da Cerâmica. “Vamos consolidar esse grupo político. Certeza que a vereadora Suely vai reafirmar seu compromisso com a administração e nosso grupo político.”

“Encontro muito positivo da bancada com o prefeito Tite Campanella, para apoio à sua gestão e alinhamento dos rumos políticos da cidade”, finalizou Córdoba. “Também discutimos possibilidades técnicas e jurídicas da minha indicação para que São Caetano fique na fase laranja do Plano São Paulo, não na vermelha.”  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;