Fechar
Publicidade

Sábado, 29 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Quadrilha é presa em operação especial


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

27/02/2008 | 07:00


Uma operação realizada ontem pela Polícia Civil da região resultou na prisão de 23 pessoas, apreensão de 13 motos de alta potência e R$ 73 mil em dinheiro. Coordenada pela delegacia seccional de São Bernardo com apoio de policiais de Diadema e Santo André, a ação envolveu 120 policiais.

A partir das 4h de ontem, os policiais passaram a cumprir 38 mandados de prisão e 46 de busca e apreensão. Segundo a polícia, parte do bando teve envolvimento com um seqüestro em São Bernardo e todos tinham relação com um grande esquema incluindo roubo, desmanche e venda de peças de motos de alta cilindrada, que custam no mercado entre R$ 50 mil e R$ 90 mil.

A operação foi batizada de R1, em alusão à moto da Yamaha que virou objeto de desejo de muitos assaltantes. As prisões e apreensões ocorreram em São Bernardo, Diadema, São Paulo, Guarulhos e Osasco. Centenas de peças de motos foram apreendidas em desmanches clandestinos e lojas especializadas na região central da Capital.

“Essa megaquadrilha é responsável pela maioria dos roubos de motos de alta potência no Grande ABC e Zona Sul de São Paulo. Em menor escala, praticavam também clonagem de cartões, tráfico de drogas e roubos a residências”, afirmou o delegado seccional de São Bernardo, Marco Antônio de Paula Santos.

O GAS (Grupo Anti-Seqüestro)/Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) passou a investigar o bando há dois meses, após o seqüestro do filho de um empresário do setor de transportes de São Bernardo. Ele foi raptado em dezembro. Após sete dias, a família pagou um alto resgate, cujo valor não foi revelado e o jovem foi liberado.

A partir da investigação de três suspeitos, a polícia chegou à ramificação que atuava no assalto às motos. Foram feitas mais de 25 escutas telefônicas autorizadas pela Justiça e todo o grupo foi monitorado nos últimos sessenta dias.

Dos 23 detidos, os que tinham atuação mais destacada são Marcelo Lima, 22 anos, Eduardo Rodrigues de Freitas, 23, o Twytt, os irmãos gêmeos Ânderson Pereira dos Santos, o Geléia, e Leandro Pereira dos Santos, o Lasanha, ambos de 24 anos, além de Wesley Rodrigues de Freitas, 22, e seu irmão Denis Rodrigues de Freitas, 21.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;