Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Google declara guerra às "redes ilícitas" na internet



18/07/2012 | 02:26


O presidente executivo do Google, Eric Schmidt, declarou ontem guerra aos criminosos internacionais, prometendo aproveitar a tecnologia para lutar contra as "redes ilícitas" ao redor do mundo. "A conexão nos protege... juntos podemos usar a tecnologia para proteger o mundo", disse Schmidt, no fórum "Redes Ilícitas: Forças em Oposição", realizada na cidade americana de Thousand Oaks, ao norte de Los Angeles.

Na cúpula de dois dias, que conta com a presença da polícia internacional Interpol, ministros de governos e vítimas de trabalho forçado e escravidão infantil, Schmidt disse ainda que a internet pode ajudar a combater os traficantes de drogas e de órgãos humanos e os profissionais do sexo.

A Interpol usou a conferência para anunciar uma iniciativa pioneira para reprimir o comércio de produtos falsificados, usando um aplicativo desenvolvido com a ajuda da gigante de buscas Google. "Em um mundo conectado, as pessoas vulneráveis estarão mais seguras; as vítimas do tráfico podem aprender sobre seus direitos e encontrar oportunidades; os atravessadores de órgãos humanos podem ser identificados e levados à Justiça", afirmou Schmidt.

Juan Pablo Escobar, filho do ex-líder do cartel de droga colombiano Pablo Escobar, juntou-se à conferência via Skype. "O momento em que fiquei mais assustado foi quando percebi que meu país estava usando os métodos violentos de meu pai para lutar contra ele", disse. A cúpula vai ouvir hoje Alejandro Proire, ministro do Interior do México, com seu testemunho sobre o combate ao tráfico de drogas.

Rani Hong, que foi uma criança escrava na Índia e agora é consultora das Nações Unidas sobre o tráfico de crianças, chorou ao contar sua própria história. "Eu fui espancada, torturada, nós estamos falando sobre a escravidão aos 7 anos de idade", afirmou. As informações são da Dow Jones.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;