Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

ING: geração de emprego nos EUA deve acelerar ainda mais nos próximos meses



05/03/2021 | 12:25


A criação líquida de 379 mil empregos em fevereiro é apenas o início de um forte ciclo de recuperação do mercado de trabalho americano, na avaliação do ING. Em nota endereçada a clientes, o banco prevê que os Estados Unidos podem gerar 4,5 milhões de vagas este ano.

Segundo o relatório, os efeitos que contribuíram para o desempenho positivo devem continuar nos próximos meses, entre eles o relaxamento das restrições à mobilidade na Califórnia e reabertura de restaurantes em várias cidades. Com isso, a expectativa é de que o mercado de trabalho acelere ainda mais a partir de abril, à medida que o "lockdown" for retirado de vez nos Estados.

"Isso não vem sem riscos, dada a prevalência de cepas mutantes mais perigosas do vírus e o fato de estarmos muito longe da imunidade coletiva, mas é claramente a direção no momento para a economia", explica.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

ING: geração de emprego nos EUA deve acelerar ainda mais nos próximos meses


05/03/2021 | 12:25


A criação líquida de 379 mil empregos em fevereiro é apenas o início de um forte ciclo de recuperação do mercado de trabalho americano, na avaliação do ING. Em nota endereçada a clientes, o banco prevê que os Estados Unidos podem gerar 4,5 milhões de vagas este ano.

Segundo o relatório, os efeitos que contribuíram para o desempenho positivo devem continuar nos próximos meses, entre eles o relaxamento das restrições à mobilidade na Califórnia e reabertura de restaurantes em várias cidades. Com isso, a expectativa é de que o mercado de trabalho acelere ainda mais a partir de abril, à medida que o "lockdown" for retirado de vez nos Estados.

"Isso não vem sem riscos, dada a prevalência de cepas mutantes mais perigosas do vírus e o fato de estarmos muito longe da imunidade coletiva, mas é claramente a direção no momento para a economia", explica.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;