Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Programa antimíssil americano fracassa


Do Diário do Grande ABC

08/07/2000 | 13:43


O interceptor de mísseis desenvolvido pelo Pentágono, considerado uma das principais armas do sistema nacional de defesa antimísseis, nao apenas errou o alvo, nesta sexta-feira, como sequer foi ativado para segui-lo. A ogiva deveria desprender-se do módulo de impulso, seguir o objeto 'inimigo' e destruí-lo. Nada disso aconteceu. Os sensores falharam, comprometendo a credibilidade de um programa de US$ 100 milhoes. Esta é a terceira tentativa de interceptaçao de mísseis e a segunda a fracassar.

A primeira operaçao fracassada aconteceu em janeiro, quando, segundos os especialistas, a umidade impediu que os detectores de calor pudessem localizar o alvo. ``Nao interceptamos a ogiva esta noite e nos sentimos desanimados por isso'', disse o tenente-general da Força Aérea, Ronald Kadish, diretor da Organizaçao de Defesa de Mísseis Balísticos do Pentágono. Kadish disse que nunca se imaginou que o módulo de impulso nao conseguiria lançar a ogiva interceptora.

``Esta falha nao estava sendo considerada como problema potencial, pois em testes anteriores obtivemos êxito neste tipo de operaçao'', disse. Kadish acredita que a falha aconteceu devido à falta de sinais eletrônicos e que estudos serao realizados para apurar as causas.

Anthony Cordesman, estrategista de defesa de uma instituiçao privada, o Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, disse que a prova fracassada desta sexta representa um retrocesso no programa para construir um sistema de defesa antimíssil. A data proposta para a conclusao do projeto está marcada para dezembro de 2005, mas assessores do Pentágono reconhecem que dificilmente conseguirao cumprir o prazo.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;