Economia

Consórcio debate fim de isenção para as entidades filantrópicas


Representantes de entidades filantrópicas reagiram à possibilidade do fim da isenção previdenciária, em debate na PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 133/2019, conhecida como PEC Paralela da Reforma da Previdência. O Consórcio Intermunicipal do Grande ABC sediou ontem fórum de discussão do tema.

Pelo texto, seria adotada cobrança gradual de contribuições previdenciárias de instituições educacionais, de saúde e de assistência social com capacidade financeira enquadradas como filantrópicas. A proposta tramita no Senado.

Maria Inês Villalva, da Feasa (Federação das Entidades Assistenciais de Santo André), no encontro, disse que a cobrança causaria desequilíbrio financeiro às entidades e que haveria risco de quebra de algumas delas. “Essa é uma luta não só das entidades de Santo André, mas de todas da região. A nossa voz só será forte se estivermos unidos.”

“Desde que essa PEC apareceu, nos trouxe preocupação muito grande. Estamos falando de serviços sérios, especializados, que atuam onde o Estado não chega e que podem ser interrompidos”, afirmou Leila Maria Ramos, da Rebrates (Rede Brasileira do Terceiro Setor).

Secretário executivo da entidade, Edgard Brandão considerou a confecção de documento pleiteando a manutenção das regras. “Muitas entidades vão fechar, é preocupante porque, quando você fala em qualquer recolhimento patronal, para entidades que já estão trabalhando no vermelho, prejudica ainda mais.” 

Comentários


Veja Também


Consórcio debate fim de isenção para as entidades filantrópicas

Representantes de entidades filantrópicas reagiram à possibilidade do fim da isenção previdenciária, em debate na PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 133/2019, conhecida como PEC Paralela da Reforma da Previdência. O Consórcio Intermunicipal do Grande ABC sediou ontem fórum de discussão do te...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar