Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André faz decisão contra Catanduva pela Liga


Anderson Fattori
do Diário do Grande ABC

19/02/2011 | 07:10


Tudo ou nada. É com esse espírito que o Santo André/Semasa entra em quadra hoje, às 13h (SporTV 2), no Ginásio Pedro Dell'Antonia, para encarar Catanduva, em duelo que pode garantir o clube andreense na final da Liga Feminina de Basquete. A série, melhor de cinco jogos, está 2 a 1 para Santo André que fecha o duelo com nova vitória. Na outra chave, a situação é a mesma a favor de Ourinhos contra Americana. As equipes voltam a jogar hoje, às 20h, em Americana.

Mesmo tendo a possibilidade do quinto jogo, novamente em casa, segunda-feira, caso perca a partida, ninguém no Santo André pensa na possibilidade. Até pelo aspecto emocional, o time pretende entrar com tudo em quadra e repetir a fantástica vitória da quarta-feira, em Catanduva, quando impôs 29 pontos de vantagem (87 a 58) sobre o rival, que é o atual campeão nacional.

 "Temos de aproveitar o bom momento e ir para cima. Claro que Catanduva tem jogadoras experientes, mas elas devem estar sentindo a pressão por ter de vencer fora de casa", supõe a técnica Laís Elena.

De fato, Catanduva está mais desmotivada para o confronto, pelo menos é isso que deixa transparecer o supervisor João Leite. "O grupo sentiu o golpe, mas temos confiança que vai reagir", prevê o dirigente, que não confirmou se a ala Palmira, que machucou o quadril na partida de quarta-feira, terá condições de jogo.

Desfalque por desfalque, Santo André também corre o risco de ficar sem a ala Tayara, que fraturou o dedo médio da mão esquerda e, se atuar, terá de usar tala de proteção.

A ala Micaela, uma das principais jogadoras de Santo André, promete empenho. "Na segunda-feira (derrota por 71 a 59) parece que ficamos olhando Catanduva jogar. É verdade que elas marcaram mais forte, mas essa não foi a única razão para uma atuação tão abaixo da média como a nossa. Foi só mudarmos de atitude que o time melhorou. Agora, nossa obrigação é ganhar", ressaltou a jogadora, quinta melhor da Liga em recuperação de bola, com 2,3 por jogo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André faz decisão contra Catanduva pela Liga

Anderson Fattori
do Diário do Grande ABC

19/02/2011 | 07:10


Tudo ou nada. É com esse espírito que o Santo André/Semasa entra em quadra hoje, às 13h (SporTV 2), no Ginásio Pedro Dell'Antonia, para encarar Catanduva, em duelo que pode garantir o clube andreense na final da Liga Feminina de Basquete. A série, melhor de cinco jogos, está 2 a 1 para Santo André que fecha o duelo com nova vitória. Na outra chave, a situação é a mesma a favor de Ourinhos contra Americana. As equipes voltam a jogar hoje, às 20h, em Americana.

Mesmo tendo a possibilidade do quinto jogo, novamente em casa, segunda-feira, caso perca a partida, ninguém no Santo André pensa na possibilidade. Até pelo aspecto emocional, o time pretende entrar com tudo em quadra e repetir a fantástica vitória da quarta-feira, em Catanduva, quando impôs 29 pontos de vantagem (87 a 58) sobre o rival, que é o atual campeão nacional.

 "Temos de aproveitar o bom momento e ir para cima. Claro que Catanduva tem jogadoras experientes, mas elas devem estar sentindo a pressão por ter de vencer fora de casa", supõe a técnica Laís Elena.

De fato, Catanduva está mais desmotivada para o confronto, pelo menos é isso que deixa transparecer o supervisor João Leite. "O grupo sentiu o golpe, mas temos confiança que vai reagir", prevê o dirigente, que não confirmou se a ala Palmira, que machucou o quadril na partida de quarta-feira, terá condições de jogo.

Desfalque por desfalque, Santo André também corre o risco de ficar sem a ala Tayara, que fraturou o dedo médio da mão esquerda e, se atuar, terá de usar tala de proteção.

A ala Micaela, uma das principais jogadoras de Santo André, promete empenho. "Na segunda-feira (derrota por 71 a 59) parece que ficamos olhando Catanduva jogar. É verdade que elas marcaram mais forte, mas essa não foi a única razão para uma atuação tão abaixo da média como a nossa. Foi só mudarmos de atitude que o time melhorou. Agora, nossa obrigação é ganhar", ressaltou a jogadora, quinta melhor da Liga em recuperação de bola, com 2,3 por jogo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;