Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Sem integração, Estação
Pinheiros do Metrô abre hoje

Inauguração não terá integração com a Linha 9-Esmeralda
da CPTM, o terminal de ônibus anexo, banheiros e wireless



16/05/2011 | 07:30


A Estação Pinheiros da Linha 4-amarela do Metrô de São Paulo começa a operar hoje, às 10h, com projeto que prioriza tecnologia. No entanto, a inauguração não terá itens que facilitariam a vida do usuário, como a integração com a Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), o terminal de ônibus anexo, banheiros públicos, sinal de celular e wireless (internet sem fio). O local também é o mesmo onde uma cratera em 2007 matou sete pessoas, na maior tragédia já registrada no Metrô.

 

A estação, cuja plataforma fica 33 metros abaixo do nível da rua, o equivalente a um prédio de dez andares, funcionará de segunda a sexta-feira, das 4h40 às 15h. Usuários que quiserem transferência para a CPTM terão de pagar mais R$ 2,90 - a promessa de "integração improvisada" feita em abril pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, foi inviabilizada pela ViaQuatro, concessionária responsável pela operação da linha.

 

O "improviso" daria aos passageiros do Metrô tíquete para embarcar de graça na CPTM - e vice versa - até construção da passarela que permitirá integrar os sistemas. A transferência gratuita só deve começar em 30 de junho. O gestor de atendimento da ViaQuatro, José Luiz Bastos, diz que usuários terão opção de descer na Estação Cidade Universitária da CPTM e usar a Ponte Orca, que faz transporte de ônibus até a Estação Vila Madalena da Linha 2-Verde do Metrô.

 

Já a integração com o Terminal Intermodal Pinheiros, projetado pela Prefeitura, não tem prazo. A obra faz parte da revitalização do Largo da Batata e estava prevista para dezembro. Mas o canteiro de obras, ao lado da estação de Metrô, na Rua Capri, está vazio. A SP Obras informou que a retomada do projeto deve ocorrer no segundo semestre. A conclusão levará mais de um ano. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sem integração, Estação
Pinheiros do Metrô abre hoje

Inauguração não terá integração com a Linha 9-Esmeralda
da CPTM, o terminal de ônibus anexo, banheiros e wireless


16/05/2011 | 07:30


A Estação Pinheiros da Linha 4-amarela do Metrô de São Paulo começa a operar hoje, às 10h, com projeto que prioriza tecnologia. No entanto, a inauguração não terá itens que facilitariam a vida do usuário, como a integração com a Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), o terminal de ônibus anexo, banheiros públicos, sinal de celular e wireless (internet sem fio). O local também é o mesmo onde uma cratera em 2007 matou sete pessoas, na maior tragédia já registrada no Metrô.

 

A estação, cuja plataforma fica 33 metros abaixo do nível da rua, o equivalente a um prédio de dez andares, funcionará de segunda a sexta-feira, das 4h40 às 15h. Usuários que quiserem transferência para a CPTM terão de pagar mais R$ 2,90 - a promessa de "integração improvisada" feita em abril pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, foi inviabilizada pela ViaQuatro, concessionária responsável pela operação da linha.

 

O "improviso" daria aos passageiros do Metrô tíquete para embarcar de graça na CPTM - e vice versa - até construção da passarela que permitirá integrar os sistemas. A transferência gratuita só deve começar em 30 de junho. O gestor de atendimento da ViaQuatro, José Luiz Bastos, diz que usuários terão opção de descer na Estação Cidade Universitária da CPTM e usar a Ponte Orca, que faz transporte de ônibus até a Estação Vila Madalena da Linha 2-Verde do Metrô.

 

Já a integração com o Terminal Intermodal Pinheiros, projetado pela Prefeitura, não tem prazo. A obra faz parte da revitalização do Largo da Batata e estava prevista para dezembro. Mas o canteiro de obras, ao lado da estação de Metrô, na Rua Capri, está vazio. A SP Obras informou que a retomada do projeto deve ocorrer no segundo semestre. A conclusão levará mais de um ano. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;