Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Nishikawa manda recado a Demarchi


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

17/09/2020 | 00:18


Como era de se esperar, o clima no PSL de São Bernardo ferveu com a decisão do vereador Rafael Demarchi (PSL), até então pré-candidato do partido à Prefeitura, realizar a convenção sem decidir se será ou não prefeiturável. Em grupo de conversas dos filiados à sigla, o burburinho é grande sobre potencial desistência de Demarchi e sobre o futuro da legenda na cidade, que terá candidatos a vereador. Coube ao deputado estadual Coronel Nishikawa, principal liderança do PSL na cidade, se manifestar sobre o assunto. Aos filiados, Nishikawa declarou que é preciso ter paciência sobre a celeuma, pois até o dia 26 é possível registrar a campanha. Avisou que não defenderá aliança com PT, PSDB e PSB porque não vai mais “deixar a esquerda tomar conta da cidade”. Porém, o recado mais duro foi para Demarchi. “Se eventualmente o Rafael desistir, eu, na tribuna (da Assembleia Legislativa), vou fazer com que ele se arrependa de um dia ter saído político. Manchar a história dos Demarchi é algo horroroso na cidade”, disparou. “Ele nunca mais vai ser eleito para nada. Nem síndico ele será.”

Retirada
Candidata a vereadora mais bem votada do Psol na eleição em Santo André em 2016, Maíra Machado retirou seu nome da lista de postulantes a uma vaga na Câmara no pleito deste ano. O motivo, segundo ela, foi a aliança com a Rede Sustentabilidade. “Eu sou professora e muito me revoltou ver a Rede votando a favor da reforma da Previdência do (governador João) Doria (PSDB). Fizemos protesto, apanhamos da polícia, e a deputada da Rede (Marina Helou) apoiou essa reforma. A Rede apoiou o golpe em 2016 (impeachment de Dilma Rousseff, PT), apoiou a Lava Jato, a prisão do (ex-presidente Luiz Inácio) Lula (da Silva). Há quatro anos, esteve com o (prefeito) Paulo Serra (PSDB), que, por sua vez, aderiu ao (presidente Jair) Bolsonaro. Não acho que é preciso recorrer ao vale-tudo da política. Por isso, estou fora.” Em 2016, Maíra recebeu 1.496 votos. Na corrida ao Paço, o Psol terá Bruno Daniel como candidato.

Vice fechada
Ex-aliado do prefeito Lauro Michels (PV), Arquiteto David (PSC) confirmou sua candidatura à Prefeitura de Diadema – mais um que se desgarrou do governo para enfrentar Pretinho do Água Santa (DEM), nome governista nas urnas. Seu vice será Pastor Teodózio, filiado de longa data do PSC.

Vice aberta
O PT de São Caetano, que terá como prefeiturável o ex-vereador João Moraes, ainda não fechou a vice. A legenda diz ter opções dentro do partido – uma delas a também ex-parlamentar Vera Severiano, atual vice-presidente do diretório do partido na cidade –, mas que também está em busca de coligações. Há conversas mantidas com o PCdoB. A sigla tem até o dia 26 para registrar a candidatura completa.

Apoio selado
O MDB formalizou apoio à tentativa de reeleição do prefeito Paulo Serra (PSDB), em atividade realizada no começo da semana – até sábado, a sigla desenhava candidatura própria, com o empresário Wagner Grillo. Grillo não escondeu, quando foi comunicado da decisão da cúpula da legenda, sua chateação. Coube a Bruno Gabriel, coordenador regional do MDB, tentar apaziguar. No ato, o emedebista não poupou elogios a Grillo. “Tem alguém que merece muito o carinho e atenção, pelo esforço e por ter se colocado à disposição. Por acreditar no MDB, entender que somos parte de algo muito maior e por ter colocado seu nome à disposição”, disse ele, puxando aplausos, de pé, ao correligionário, que estava postado em um palco junto de Paulo Serra.

Trio do DEM
Depois de definir que será candidato a vereador em São Bernardo e abortar o plano de desistência, o parlamentar Mauro Miaguti (DEM) visitou o secretário executivo de Habitação do Estado, Fernando Marangoni, em agenda na qual também estava Paulo Alves, ex-secretário da área em Santo André – ambos executivos são do DEM.

Crítica
O candidato do PSB à Prefeitura de São Bernardo, Leandro Altrão, gravou vídeo criticando duramente o deputado federal Alex Manente (Cidadania) pelo apoio dado por ele para o prefeito Orlando Morando (PSDB) na eleição deste ano. Leandro lembrou dos ataques de Alex a Morando e da representação contra o prefeito junto ao ex-ministro Sergio Moro. “Quero saber qual a medicação que o prefeito dá para fazer aqueles que dormem falando mal da administração acordem falando bem”, disse ele, emendando que Alex colocou a chapa de candidatos a vereador “em saia justa” porque a maioria faz oposição a Morando. “Se o deputado pensasse em grupo, ficaria neutro.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Nishikawa manda recado a Demarchi

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

17/09/2020 | 00:18


Como era de se esperar, o clima no PSL de São Bernardo ferveu com a decisão do vereador Rafael Demarchi (PSL), até então pré-candidato do partido à Prefeitura, realizar a convenção sem decidir se será ou não prefeiturável. Em grupo de conversas dos filiados à sigla, o burburinho é grande sobre potencial desistência de Demarchi e sobre o futuro da legenda na cidade, que terá candidatos a vereador. Coube ao deputado estadual Coronel Nishikawa, principal liderança do PSL na cidade, se manifestar sobre o assunto. Aos filiados, Nishikawa declarou que é preciso ter paciência sobre a celeuma, pois até o dia 26 é possível registrar a campanha. Avisou que não defenderá aliança com PT, PSDB e PSB porque não vai mais “deixar a esquerda tomar conta da cidade”. Porém, o recado mais duro foi para Demarchi. “Se eventualmente o Rafael desistir, eu, na tribuna (da Assembleia Legislativa), vou fazer com que ele se arrependa de um dia ter saído político. Manchar a história dos Demarchi é algo horroroso na cidade”, disparou. “Ele nunca mais vai ser eleito para nada. Nem síndico ele será.”

Retirada
Candidata a vereadora mais bem votada do Psol na eleição em Santo André em 2016, Maíra Machado retirou seu nome da lista de postulantes a uma vaga na Câmara no pleito deste ano. O motivo, segundo ela, foi a aliança com a Rede Sustentabilidade. “Eu sou professora e muito me revoltou ver a Rede votando a favor da reforma da Previdência do (governador João) Doria (PSDB). Fizemos protesto, apanhamos da polícia, e a deputada da Rede (Marina Helou) apoiou essa reforma. A Rede apoiou o golpe em 2016 (impeachment de Dilma Rousseff, PT), apoiou a Lava Jato, a prisão do (ex-presidente Luiz Inácio) Lula (da Silva). Há quatro anos, esteve com o (prefeito) Paulo Serra (PSDB), que, por sua vez, aderiu ao (presidente Jair) Bolsonaro. Não acho que é preciso recorrer ao vale-tudo da política. Por isso, estou fora.” Em 2016, Maíra recebeu 1.496 votos. Na corrida ao Paço, o Psol terá Bruno Daniel como candidato.

Vice fechada
Ex-aliado do prefeito Lauro Michels (PV), Arquiteto David (PSC) confirmou sua candidatura à Prefeitura de Diadema – mais um que se desgarrou do governo para enfrentar Pretinho do Água Santa (DEM), nome governista nas urnas. Seu vice será Pastor Teodózio, filiado de longa data do PSC.

Vice aberta
O PT de São Caetano, que terá como prefeiturável o ex-vereador João Moraes, ainda não fechou a vice. A legenda diz ter opções dentro do partido – uma delas a também ex-parlamentar Vera Severiano, atual vice-presidente do diretório do partido na cidade –, mas que também está em busca de coligações. Há conversas mantidas com o PCdoB. A sigla tem até o dia 26 para registrar a candidatura completa.

Apoio selado
O MDB formalizou apoio à tentativa de reeleição do prefeito Paulo Serra (PSDB), em atividade realizada no começo da semana – até sábado, a sigla desenhava candidatura própria, com o empresário Wagner Grillo. Grillo não escondeu, quando foi comunicado da decisão da cúpula da legenda, sua chateação. Coube a Bruno Gabriel, coordenador regional do MDB, tentar apaziguar. No ato, o emedebista não poupou elogios a Grillo. “Tem alguém que merece muito o carinho e atenção, pelo esforço e por ter se colocado à disposição. Por acreditar no MDB, entender que somos parte de algo muito maior e por ter colocado seu nome à disposição”, disse ele, puxando aplausos, de pé, ao correligionário, que estava postado em um palco junto de Paulo Serra.

Trio do DEM
Depois de definir que será candidato a vereador em São Bernardo e abortar o plano de desistência, o parlamentar Mauro Miaguti (DEM) visitou o secretário executivo de Habitação do Estado, Fernando Marangoni, em agenda na qual também estava Paulo Alves, ex-secretário da área em Santo André – ambos executivos são do DEM.

Crítica
O candidato do PSB à Prefeitura de São Bernardo, Leandro Altrão, gravou vídeo criticando duramente o deputado federal Alex Manente (Cidadania) pelo apoio dado por ele para o prefeito Orlando Morando (PSDB) na eleição deste ano. Leandro lembrou dos ataques de Alex a Morando e da representação contra o prefeito junto ao ex-ministro Sergio Moro. “Quero saber qual a medicação que o prefeito dá para fazer aqueles que dormem falando mal da administração acordem falando bem”, disse ele, emendando que Alex colocou a chapa de candidatos a vereador “em saia justa” porque a maioria faz oposição a Morando. “Se o deputado pensasse em grupo, ficaria neutro.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;