Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Presidente da Fiesp anuncia novo Senai na região


Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

03/06/2006 | 08:48


Em visita ao Grande ABC, o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, anunciou investimento de R$ 14 milhões para a criação de uma unidade do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) em São Caetano. O anúncio foi feito sexta-feira à tarde, durante um encontro com empresários da cidade, no clube da General Motors, na avenida Goiás.

Na escola, que será localizada no bairro Boa Vista, serão oferecidos cursos de qualificação profissional nas áreas de Mecânica e Eletroeletrônica, tanto para jovens como adultos. “O prazo de entrega desse Senai é de um ano, já que tem de passar pelo processo de licitação de construção do projeto”, conta o diretor regional do Senai, Luis Carlos Sousa Vieira. Este será a segunda unidade de São Caetano, já que a escola Armando Arruda Pereira, especializada em Mecatrônica, foi inaugurada em 1992.

O prefeito do município, José Auricchio Júnior, também esteve no evento e comemorou do investimento. “Isso é o reconhecimento pela Fiesp que a cidade está no caminho certo”, disse.

Além do anúncio, Skaf respondeu dúvidas e pedidos dos empresários da cidade, em uma “reunião de trabalho”. Um dos temas constantes a surgir foi o dos impostos. O presidente da Fiesp disse que, embora necessárias, as mudanças na tributação devem ser feita com cautela. “Tem um projeto de lei de Reforma Tributária no Congresso que não presta”, resumiu. “Dificulta o empresário, não agiliza e fica mais caro. Não interessa fazer reforma que não beneficia ninguém.”

Brasil – Skaf aproveitou para apresentar o plano de ação da entidade para o ano eleitoral. “Estamos há um ano e meio no mandato atual da Fiesp. Quando assumimos, todo o governo – prefeitos, governadores e presidente – já estavam definidos. Desta vez, temos a oportunidade de conversar com candidatos”, explicou. “Na Fiesp, dedicamos o Dia da Indústria (25 de maio) para discutir, entre empresários, temas nacionais. Como resultado, chegamos a uma proposta, que ainda vai ser trabalhada. Em julho, queremos convidar os candidatos oficiais para saber se estão de acordo. Se estiverem, queremos o compromisso desse candidato nessas ações”, disse.

O presidente da Fiesp também criticou o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), anunciado na quarta-feira, de 1,4%. Segundo Skaf, o crescimento em 2006 vai ficar em torno de 4%. “É um crescimento elevado, mas não é suficiente. A média mundial é de 5% e a dos países emergentes, de 6,7%”, disse. “Não vou festejar um crescimento abaixo da média mundial.”

São Bernardo – Mais cedo, Skaf participou da inauguração do Centro Tecnológico de Madeira e do Mobiliário, no Senai Almirante Tamandaré, em São Bernardo. O centro que teve o investimento de R$ 4 milhões, ajudará a formar mão-de-obra qualificada para o setor de móveis. “As pessoas conhecem São Bernardo como um pólo de automóveis. Mas bem antes o que definia nossa região era o setor moveleiro”, disse o prefeito de São Bernardo, William Dib, que também esteve no evento.

Mas o que seria uma cerimônia de inauguração virou uma sabatina com empresários, tal como a que ocorreu à tarde, em São Caetano. “Vamos eliminar a solenidade de inauguração para fazer uma reunião de trabalho”, propôs Skaf no início do encontro. E então seguiram-se as perguntas e pedidos dos empresários de São Bernardo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Presidente da Fiesp anuncia novo Senai na região

Daniel Trielli
Do Diário do Grande ABC

03/06/2006 | 08:48


Em visita ao Grande ABC, o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, anunciou investimento de R$ 14 milhões para a criação de uma unidade do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) em São Caetano. O anúncio foi feito sexta-feira à tarde, durante um encontro com empresários da cidade, no clube da General Motors, na avenida Goiás.

Na escola, que será localizada no bairro Boa Vista, serão oferecidos cursos de qualificação profissional nas áreas de Mecânica e Eletroeletrônica, tanto para jovens como adultos. “O prazo de entrega desse Senai é de um ano, já que tem de passar pelo processo de licitação de construção do projeto”, conta o diretor regional do Senai, Luis Carlos Sousa Vieira. Este será a segunda unidade de São Caetano, já que a escola Armando Arruda Pereira, especializada em Mecatrônica, foi inaugurada em 1992.

O prefeito do município, José Auricchio Júnior, também esteve no evento e comemorou do investimento. “Isso é o reconhecimento pela Fiesp que a cidade está no caminho certo”, disse.

Além do anúncio, Skaf respondeu dúvidas e pedidos dos empresários da cidade, em uma “reunião de trabalho”. Um dos temas constantes a surgir foi o dos impostos. O presidente da Fiesp disse que, embora necessárias, as mudanças na tributação devem ser feita com cautela. “Tem um projeto de lei de Reforma Tributária no Congresso que não presta”, resumiu. “Dificulta o empresário, não agiliza e fica mais caro. Não interessa fazer reforma que não beneficia ninguém.”

Brasil – Skaf aproveitou para apresentar o plano de ação da entidade para o ano eleitoral. “Estamos há um ano e meio no mandato atual da Fiesp. Quando assumimos, todo o governo – prefeitos, governadores e presidente – já estavam definidos. Desta vez, temos a oportunidade de conversar com candidatos”, explicou. “Na Fiesp, dedicamos o Dia da Indústria (25 de maio) para discutir, entre empresários, temas nacionais. Como resultado, chegamos a uma proposta, que ainda vai ser trabalhada. Em julho, queremos convidar os candidatos oficiais para saber se estão de acordo. Se estiverem, queremos o compromisso desse candidato nessas ações”, disse.

O presidente da Fiesp também criticou o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), anunciado na quarta-feira, de 1,4%. Segundo Skaf, o crescimento em 2006 vai ficar em torno de 4%. “É um crescimento elevado, mas não é suficiente. A média mundial é de 5% e a dos países emergentes, de 6,7%”, disse. “Não vou festejar um crescimento abaixo da média mundial.”

São Bernardo – Mais cedo, Skaf participou da inauguração do Centro Tecnológico de Madeira e do Mobiliário, no Senai Almirante Tamandaré, em São Bernardo. O centro que teve o investimento de R$ 4 milhões, ajudará a formar mão-de-obra qualificada para o setor de móveis. “As pessoas conhecem São Bernardo como um pólo de automóveis. Mas bem antes o que definia nossa região era o setor moveleiro”, disse o prefeito de São Bernardo, William Dib, que também esteve no evento.

Mas o que seria uma cerimônia de inauguração virou uma sabatina com empresários, tal como a que ocorreu à tarde, em São Caetano. “Vamos eliminar a solenidade de inauguração para fazer uma reunião de trabalho”, propôs Skaf no início do encontro. E então seguiram-se as perguntas e pedidos dos empresários de São Bernardo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;