Fechar
Publicidade

Sábado, 28 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Vendas de veículos na 1ª quinzena caem 2,6%



18/06/2010 | 07:02


Os emplacamentos de veículos novos no mercado brasileiro somaram 129.796 unidades nos primeiros 15 dias deste mês. O resultado traduz redução de 2,6% em relação a igual período do ano passado, conforme dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) divulgados ontem. No confronto com a primeira metade de maio, no entanto, ocorreu avanço de 12,19% no número de emplacamentos. Os dados incluem automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Levando-se em conta o desempenho de todos os segmentos analisados pela entidade, que inclui também motos e implementos rodoviários, o setor automotivo nacional vendeu 211.786 unidades nos 15 dias iniciais de junho, alta de 2,80% sobre o mesmo intervalo de 2009 e de 8,84% ante maio.

AUTOMÓVEIS - Considerando apenas automóveis e comerciais leves, a comercialização na primeira quinzena de junho caiu 4,49%, para 122.353 unidades, em relação a período idêntico do ano passado. No confronto com maio, houve acréscimo de 13,72% no número de emplacamentos.

CAMINHÕES - Já a venda de caminhões e ônibus, com 7.443 unidades em junho, avançou 44,33% frente aos 15 dias de junho do ano passado. Em comparação com maio, porém, o indicador apresenta baixa de 8,15%.

MOTOS - Ainda de acordo com informações da Fenabrave, foram vendidas 76.833 motocicletas em junho, alta de 11,32% sobre a parcial do sexto mês de 2009 e de 4,55% quando comparadas com maio.

Os dados divulgados ontem pela entidade revelam que as vendas de implementos rodoviários somaram 2.448 unidades no mês passado, elevação de 36,38% sobre junho de 2009. Relativamente a maio, ao contrário, foi registrada baixa de 11,18%.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;