Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 15 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Reviver Alice no País das Maravilhas


Nelson Albuquerque
Do Diário do Grande ABC

03/01/2010 | 07:36


Este ano o clássico nonsense Alice no País das Maravilhas chega aos 145 anos de sua primeira publicação, em 1865. A obra mais conhecida do inglês Lewis Carroll (1832-1898) ganha versão cinematográfica nas mãos de Tim Burton, com estreia prevista para 16 de abril. Mas os fãs com espírito de colecionador não precisam esperar o filme. Um livro-arte da Cosac Naify já está nas livrarias, em uma edição recheada de bom gosto.

O título foi muito bem cuidado em todos os detalhes. A tradução de Nicolau Sevcenko flui com elegância, acompanhando o ritmo fantástico da história e sem privar o leitor do encantamento e da poesia da obra. Sevcenko, que é professor de História da Cultura da USP e de Línguas e Literaturas Românticas na Universidade de Harvard, também assina posfácio inédito.

As ilustrações são assinadas pelo artista plástico Luiz Zerbini, que construiu maquetes com cartas de baralho e recortes com a figura dos personagens. Ele as fotografou utilizando técnicas de iluminação teatral e efeitos de perspectiva. O resultado é maravilhoso - sem trocadilho com o título da obra. As ilustrações ocupam páginas inteiras e, em algumas, como a reproduzida nesta página, Zerbini utilizou os pés de sua filha Rita para compor a imagem.

O livro pode ser encontrado em duas versões. A normal (R$ 45) e a de colecionador (R$ 89), ambas com 168 páginas. O belo projeto gráfico é valorizado pela impressão irretocável. A versão para colecionador tem capa diferenciada e acompanha caixa que simula embalagem de baralho.

Além de todo o cuidado estético, a edição também traz capricho nas informações extras. Entre elas, uma foto de Alice Liddell - menina de 10 anos que inspirou a história - tirada pelo próprio Carroll. Há ainda um texto sobre o autor e uma interessante bibliografia, com as obras de Carroll, estudos e ensaios, biografias do autor, lista dos artistas que já ilustraram Alice, sites interessantes sobre o clássico e os principais filmes. "Desde 1903, quando o cinema era mudo" até a "superprodução de Tim Burton" que chega em abril.

Já que fala do filme, a Alice de Burton será interpretada pela australiana Mia Wasikowska e o Chapeleiro Maluco, por Johnny Depp. O elenco ainda tem Helena Bonham Carter e Anne Hathaway.

Para constar, a história da menina que segue o coelho apressado e vive aventuras surreais também ganhou versão em quadrinhos feita por Leah Moore e John Reppion. Ilustrações são de Érica Awano e colorização de PC Siqueira, ambos brasileiros. Por enquanto só disponível no Exterior.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reviver Alice no País das Maravilhas

Nelson Albuquerque
Do Diário do Grande ABC

03/01/2010 | 07:36


Este ano o clássico nonsense Alice no País das Maravilhas chega aos 145 anos de sua primeira publicação, em 1865. A obra mais conhecida do inglês Lewis Carroll (1832-1898) ganha versão cinematográfica nas mãos de Tim Burton, com estreia prevista para 16 de abril. Mas os fãs com espírito de colecionador não precisam esperar o filme. Um livro-arte da Cosac Naify já está nas livrarias, em uma edição recheada de bom gosto.

O título foi muito bem cuidado em todos os detalhes. A tradução de Nicolau Sevcenko flui com elegância, acompanhando o ritmo fantástico da história e sem privar o leitor do encantamento e da poesia da obra. Sevcenko, que é professor de História da Cultura da USP e de Línguas e Literaturas Românticas na Universidade de Harvard, também assina posfácio inédito.

As ilustrações são assinadas pelo artista plástico Luiz Zerbini, que construiu maquetes com cartas de baralho e recortes com a figura dos personagens. Ele as fotografou utilizando técnicas de iluminação teatral e efeitos de perspectiva. O resultado é maravilhoso - sem trocadilho com o título da obra. As ilustrações ocupam páginas inteiras e, em algumas, como a reproduzida nesta página, Zerbini utilizou os pés de sua filha Rita para compor a imagem.

O livro pode ser encontrado em duas versões. A normal (R$ 45) e a de colecionador (R$ 89), ambas com 168 páginas. O belo projeto gráfico é valorizado pela impressão irretocável. A versão para colecionador tem capa diferenciada e acompanha caixa que simula embalagem de baralho.

Além de todo o cuidado estético, a edição também traz capricho nas informações extras. Entre elas, uma foto de Alice Liddell - menina de 10 anos que inspirou a história - tirada pelo próprio Carroll. Há ainda um texto sobre o autor e uma interessante bibliografia, com as obras de Carroll, estudos e ensaios, biografias do autor, lista dos artistas que já ilustraram Alice, sites interessantes sobre o clássico e os principais filmes. "Desde 1903, quando o cinema era mudo" até a "superprodução de Tim Burton" que chega em abril.

Já que fala do filme, a Alice de Burton será interpretada pela australiana Mia Wasikowska e o Chapeleiro Maluco, por Johnny Depp. O elenco ainda tem Helena Bonham Carter e Anne Hathaway.

Para constar, a história da menina que segue o coelho apressado e vive aventuras surreais também ganhou versão em quadrinhos feita por Leah Moore e John Reppion. Ilustrações são de Érica Awano e colorização de PC Siqueira, ambos brasileiros. Por enquanto só disponível no Exterior.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;