Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Policial e vigilante sao presos por seqüestro


Do Diário do Grande ABC

21/04/2000 | 14:31


O investigador José Saul Leite de Abreu, da 8ª Seccional de Polícia de Sao Mateus, em Sao Paulo, foi preso quinta à noite, no Rancho da Pamonha, na Rodovia dos Bandeirantes, quando recebia o pagamento do resgate do comerciante José Reginaldo Silveira, de 53 anos, morador de Itatiba. Abreu é acusado de ter planejado o seqüestro do comerciante com o vigilante Valdemir José de Jesus, de 32 anos. Os dois foram presos em flagrante pelo delegado Seccional de Jundiaí, Paulo Afonso Bicudo. Outros três integrantes da quadrilha fugiram.

O comerciante Silveria foi seqüestrado na manha de quarta-feira (19), quendo dirigia seu Versailles no centro de Itatiba. Três homens o levaram. A filha do comerciante, Ana Paula Silveira, estranhou a demora do pai e procurou a polícia.. As 16 horas da quarta-feira os seqüestradores ligaram para a família pedindo R$ 150 mil. Depois de muitas negociaçoes reduziram o resgate para R$ 50 mil, na manha de quinta-feira e, chegaram a R$ 16 mil, desde que ficassem com o Versailles e um Honda do comerciante.

A entrega do resgate foi acertada para a noite, no Rancho da Pamonha, Km 23 da Rodovia dos Bandeirantes. Os policiais de Itatiba e de Jundiaí montaram uma operaçao para prender os responsáveis. O vigilante Jesus admitiu o seqüestro na hora de receber o pagamento e disse que trabalhava para o policial José Saul. O policial negou qualquer envolvimento com a quadrilha. Os dois foram presos em flagrante por extorsao mediante seqüestro.

Os outros três integrantes do grupo, que estavam em um Gol, fugiram com a vítima e houve perseguiçao da Rodovia dos Bandeirantes até a Marginal do Tietê, onde o comerciante foi deixado. O delegado seccional de Jundiaí, Paulo Afonso Bicudo, acredita que os fugitivos sejam também policiais, porque José Reginaldo Silveira disse durante as negociaçoes por telefone que estava sendo mantido no porta-malas do carro por homens que se identificaram como sendo do Polícia Civil. A vítima deverá ser ouvida na delegacia de Itatiba na próxima semana.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Policial e vigilante sao presos por seqüestro

Do Diário do Grande ABC

21/04/2000 | 14:31


O investigador José Saul Leite de Abreu, da 8ª Seccional de Polícia de Sao Mateus, em Sao Paulo, foi preso quinta à noite, no Rancho da Pamonha, na Rodovia dos Bandeirantes, quando recebia o pagamento do resgate do comerciante José Reginaldo Silveira, de 53 anos, morador de Itatiba. Abreu é acusado de ter planejado o seqüestro do comerciante com o vigilante Valdemir José de Jesus, de 32 anos. Os dois foram presos em flagrante pelo delegado Seccional de Jundiaí, Paulo Afonso Bicudo. Outros três integrantes da quadrilha fugiram.

O comerciante Silveria foi seqüestrado na manha de quarta-feira (19), quendo dirigia seu Versailles no centro de Itatiba. Três homens o levaram. A filha do comerciante, Ana Paula Silveira, estranhou a demora do pai e procurou a polícia.. As 16 horas da quarta-feira os seqüestradores ligaram para a família pedindo R$ 150 mil. Depois de muitas negociaçoes reduziram o resgate para R$ 50 mil, na manha de quinta-feira e, chegaram a R$ 16 mil, desde que ficassem com o Versailles e um Honda do comerciante.

A entrega do resgate foi acertada para a noite, no Rancho da Pamonha, Km 23 da Rodovia dos Bandeirantes. Os policiais de Itatiba e de Jundiaí montaram uma operaçao para prender os responsáveis. O vigilante Jesus admitiu o seqüestro na hora de receber o pagamento e disse que trabalhava para o policial José Saul. O policial negou qualquer envolvimento com a quadrilha. Os dois foram presos em flagrante por extorsao mediante seqüestro.

Os outros três integrantes do grupo, que estavam em um Gol, fugiram com a vítima e houve perseguiçao da Rodovia dos Bandeirantes até a Marginal do Tietê, onde o comerciante foi deixado. O delegado seccional de Jundiaí, Paulo Afonso Bicudo, acredita que os fugitivos sejam também policiais, porque José Reginaldo Silveira disse durante as negociaçoes por telefone que estava sendo mantido no porta-malas do carro por homens que se identificaram como sendo do Polícia Civil. A vítima deverá ser ouvida na delegacia de Itatiba na próxima semana.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;