Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Empreender para o fim do ano

Faça um plano de negócios e não invista todos os seus recursos inicialmente, até porque você precisará de capital de giro para o negócio acontecer


Cíntia Bortotto

23/09/2013 | 07:10


Você já pensou na possibilidade de ganhar um dinheiro extra com a chegada do fim do ano? Nesta época, costumo sempre dar dicas aos empreendedores que desejam sair à frente e empreender, aproveitando a sazonalidade, o aumento do consumo e a chegada do 13º salário dos clientes para fazer uma renda extra.

Sim, o momento é agora! Na verdade, quando pensamos em vender no final do ano há toda uma preparação que deve ser feita para que se possa executar a venda.

Você já sabe o que pode oferecer?

Você sabe o que as pessoas gostariam de comprar?

Em que lugar está o público para o qual você irá vender?

Essas são perguntas importantes, porque passa pelo empreendedorismo essa vontade de fazer dar certo um negócio, independente do tamanho dele. Em grandes corporações, já se começa a contratar e elaborar estratégias para o crescimento que normalmente se tem nesta época. Todo mundo fica de olho no aquecimento do mercado.

Segmentos como contact center, higiene e limpeza, bens de consumo, comércio em geral, varejo, materiais de construção são exemplos de segmentos que têm incremento de vendas no final do ano. Imagine a quantidade de vagas ofertadas neste contexto. Mais pessoas trabalhando, mais consumo e, portanto, mais possibilidades para novos negócios acontecerem. Mas aí você me pergunta: Cíntia, quais áreas estão em alta para eu arriscar num novo negócio? Para este ano, algo que pode ser “mote” para as famosas lembrancinhas de final de ano é a Copa do mundo no próximo ano. É fato que os grandes eventos podem gerar grandes oportunidades.

Para não errar com seu novo empreendimento, faça um plano de negócios. Não invista todos os seus recursos inicialmente, até porque você precisará de capital de giro para o negócio acontecer. Por exemplo, se você decidiu vender chocolates finos para lembrancinhas de Natal, não gaste tudo o que tem para fazer o chocolate, embalar, etc. Tenha um dinheiro extra para reinvestir no negócio para tudo o que lhe pedirem. Imagine que você pode ter um grande pedido e terá de comprar matéria-prima do chocolate, embalagem, etc. Se tiver gasto tudo, não lhe sobrará para capital de giro.

Outras dicas importantes:

1. Acompanhe tendências.

2. Coloque seu negócio perto de seu público-alvo.

3. Capriche no visual, independente do produto. Se for serviço, capriche no atendimento, o primeiro olhar ou o primeiro contato devem encantar.

4. Economize no custo fixo e invista no que gera valor para o cliente.

5. Encare as dificuldades como desafios.

6. Se for empreender formalmente, não se esqueça de contratar uma contabilidade para fazer tudo de forma legal e regular.

7. Calcule o lucro no final do período para não trabalhar “de graça”.

Cuide da imagem e da forma de comunicação com o mercado.

Siga confiante e boa sorte!
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;