Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Graziano começa a implantar o Fome Zero em Alagoas


Da Agência Brasil

04/05/2003 | 15:22


O ministro de Segurança Alimentar e Combate à Fome, José Graziano da Silva, lança nesta segunda-feira, em Alagoas, o Programa Cartão Alimentação. Nesta primeira fase, 17 municípios receberão o programa, que pretende atender mil municípios do semi-árido do país até o fim do ano. Participam do lançamento o governador, Ronaldo Lessa, prefeitos, autoridades locais, parceiros do Programa e representantes das comunidades.

Junto com o Cartão Alimentação estão sendo estruturados programas de alfabetização e de incentivo à agricultura, realizados pelo governo estadual. O Estado de Alagoas mantém vários programas assistenciais e de inclusão social, que atuarão conjuntamente com o Fome Zero. Um deles é o Programa de Entrega de Leite, que beneficia gestantes e nutrizes. Também está sendo implantada a descentralização da compra da merenda escolar, valorizando a economia do município. A Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia está desenvolvendo projetos para ovinocultura e caprinocultura e produção de tilápias que atuarão paralelamente ao Fome Zero.

Pelo Programa Cartão Alimentação, famílias com renda de até meio salário mínimo per capita terão direito a receber R$ 50,00 mensais durante seis meses para a compra de alimentos. O objetivo é que nesse prazo sejam implementadas ações estruturais que transformem a condição de vida das famílias e reduzam o risco de segurança alimentar. O cadastramento das famílias beneficiadas é feito pelo Comitê Gestor de cada estado, formado por até 9 membros, escolhidos entre representantes da sociedade civil e do poder público.O titular do cartão é preferencialmente a mulher responsável pela família.

O programa-piloto do cartão foi implantado, em fevereiro deste ano, nos municípios de Guaribas e Acauã, no Piauí, onde mais de mil famílias já recebem o benefício. Até agora, o Cartão Alimentação foi lançado em 72 municípios nordestinos: 24 no Piauí, 17 no Rio Grande do Norte, 12 no Ceará e 19 em Pernambuco. Em abril o benefício foi pago a 15.841 famílias do Piauí e Rio Grande do Norte. A previsão é de que 193 municípios da região Nordeste e do noroeste de Minas Gerais recebam o programa até o final deste mês.

A experiência de Guaribas e Acauã demonstrou que uma base social organizada é imprescindível para ações imediatas e estruturantes no combate à fome. Por isso, o MESA optou por iniciar a implantação do programa a partir dos municípios do semi-árido com menos de 50 mil habitantes e algum tipo de organização da sociedade civil, como os Fóruns de Desenvolvimento Local Integrado, enquanto incentiva os municípios mais pobres e ainda sem organização a constituírem seus Conselhos Municipais de Segurança Alimentar.

Com a constituição desses conselhos, dá-se o início das ações de segurança alimentar com o Programa Cartão Alimentação de forma muito mais eficiente e eficaz. O objetivo do MESA é expandir o Programa para toda a microrregião em torno dos municípios mais organizados, incluindo os municípios mais pobres.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;