Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 13 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Palestinos terao acesso assegurado entre Faixa de Gaza e Cisjodânia


Do Diário do Grande ABC

23/08/1999 | 14:09


Os palestinos terao acesso garantido entre a Faixa de Gaza e a Cisjordânia a partir de outubro, informaram nesta segunda-feira negociadores israelenses e palestinos, cumprindo, assim, uma parte, há tempos adiada, dos acordos de paz. A criaçao de um acesso entre a superpovoada Faixa de Gaza e a Cisjordânia concede ao líder palestino, Yasser Arafat, um elemento a mais para consolidar os parâmetros de seu ansiado Estado palestino.

A passagem, que será aberta em 1º de outubro, significa que os palestinos terao maior liberdade para viajar para Israel desde Erez, no norte da Faixa de Gaza, até a aldeia de Tarkumiya, perto da cidade cisjordana de Hebron, disse à AP o negociador palestino Saeb Erekat.

Ele nao detalhou as condiçoes do acesso, embora anteriormente os negociadores tenham dito que ônibus designados especialmente transportariam trabalhadores desde Gaza, onde o desemprego é crônico, e que se expandirá em grande medida uma autorizaçao que permite a passagem de dirigentes palestinos.

Israel, por questoes de segurança, havia resistido a permitir o acesso, estabelecido pelos acordos de Oslo de 1993. Os postos de controle para o acesso rodoviário estao prontos desde o ano passado, mas permaneceram desativados depois que o entao primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, congelou o processo de paz.

O acesso constitui um indício da determinaçao do atual primeiro-ministro, Ehud Barak, mais moderado que seu antecessor, de reabrir o processo de paz, especificamente os acordos mediados pelo presidente americano Bill Clinton, no ano passado, em Wye Plantation, Maryland.

Em outro sinal de uma maior reconciliaçao desde que Barak venceu Netanyahu nas eleiçoes de maio, os negociadores concordaram que a construçao de um porto em Gaza deve começar em 1º de outubro.

A abertura de um aeroporto em Gaza no ano passado foi considerada um símbolo das aspiraçoes de um eventual Estado palestino. Clinton inaugurou formalmente o aeroporto durante uma visita em dezembro.

Os compromissos sao firmados na véspera de uma reuniao em Washington entre Erekat e outro alto negociador palestino com a secretária de Estado norte-americana, Madeleine Albright.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Palestinos terao acesso assegurado entre Faixa de Gaza e Cisjodânia

Do Diário do Grande ABC

23/08/1999 | 14:09


Os palestinos terao acesso garantido entre a Faixa de Gaza e a Cisjordânia a partir de outubro, informaram nesta segunda-feira negociadores israelenses e palestinos, cumprindo, assim, uma parte, há tempos adiada, dos acordos de paz. A criaçao de um acesso entre a superpovoada Faixa de Gaza e a Cisjordânia concede ao líder palestino, Yasser Arafat, um elemento a mais para consolidar os parâmetros de seu ansiado Estado palestino.

A passagem, que será aberta em 1º de outubro, significa que os palestinos terao maior liberdade para viajar para Israel desde Erez, no norte da Faixa de Gaza, até a aldeia de Tarkumiya, perto da cidade cisjordana de Hebron, disse à AP o negociador palestino Saeb Erekat.

Ele nao detalhou as condiçoes do acesso, embora anteriormente os negociadores tenham dito que ônibus designados especialmente transportariam trabalhadores desde Gaza, onde o desemprego é crônico, e que se expandirá em grande medida uma autorizaçao que permite a passagem de dirigentes palestinos.

Israel, por questoes de segurança, havia resistido a permitir o acesso, estabelecido pelos acordos de Oslo de 1993. Os postos de controle para o acesso rodoviário estao prontos desde o ano passado, mas permaneceram desativados depois que o entao primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, congelou o processo de paz.

O acesso constitui um indício da determinaçao do atual primeiro-ministro, Ehud Barak, mais moderado que seu antecessor, de reabrir o processo de paz, especificamente os acordos mediados pelo presidente americano Bill Clinton, no ano passado, em Wye Plantation, Maryland.

Em outro sinal de uma maior reconciliaçao desde que Barak venceu Netanyahu nas eleiçoes de maio, os negociadores concordaram que a construçao de um porto em Gaza deve começar em 1º de outubro.

A abertura de um aeroporto em Gaza no ano passado foi considerada um símbolo das aspiraçoes de um eventual Estado palestino. Clinton inaugurou formalmente o aeroporto durante uma visita em dezembro.

Os compromissos sao firmados na véspera de uma reuniao em Washington entre Erekat e outro alto negociador palestino com a secretária de Estado norte-americana, Madeleine Albright.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;