Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Bibliografia dos flagelos

Nestes tempos de coronavírus, a humanidade reconstrói a história de tantas e tantas epidemias e pandemias. Não é diferente no Grande ABC


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

03/04/2020 | 00:10


O médico e historiador andreense Israel Cirlinas escreveu o livro Varíola, a Nossa Antiga Aids, 212 páginas redigidas à mão e que permanece inédito. São 40 fontes básicas consultadas e descritas, com um total de 18 capítulos, numa retrospectiva que chega a 1998.

Cirlinas escreve:
- Os vírus são seres vivos rudimentares que não podem viver e se multiplicar independentemente.
- São formados por um ‘pacote’ de material genético (ácidos nucléicos), envolto por um ‘envelope’ protéico.
- Sua única finalidade é a reprodução.
- Para tanto, os vírus se acoplam às células-alvo, e empurram seu DNA através da membrana celular.
- Este material genérico se incorpora à célula atingida, e numa pirataria biológica utiliza o mecanismo celular para sua própria multiplicação.
- Em alguns minutos a célula inalada explode, liberando centenas de novos vírus, que irão infectar outras células.
- À medida em que as células vão sendo danificadas, vai surgindo a doença.
- As doenças causadas por vírus acompanham a história da humanidade de maneira tão intensa quanto as guerras e desastres.

FINAL FELIZ?
Trata-se de um trabalho meticuloso do Dr. Israel Cirlinas. Ele parte do geral ao particular e chega ao seu (e nosso) Grande ABC, sistematizando informações científicas e jornalísticas.
No contemporâneo, Dr. Cirlinas reúne notícias do Diário do Grande ABC, desde os tempos do News Seller, passando por veículos importantes que há décadas não circulam, casos de O Repórter e Folha do Povo.
Se fosse um romance, o livro inédito de Israel Cirlinas alcançaria um final feliz, no caso da varíola, tema central da obra, “a vitória final contra este vírus”.
No entanto, registra o autor no epílogo:
n Li ainda hoje, 27 de dezembro de 1997, a seguinte notícia no Diário Popular: “chineses lotam hospitais temendo a gripe das aves”.
n Também hoje, li no Diário do Grande ABC: “Febre misteriosa faz 45 vítimas no Leste da África”.
Ao final:
- O vírus da vacina (contra a varíola) conta com enormes possibilidades para ser usado como veículo seguro e eficiente de material genético de outros agentes infecciosos.
- E a pergunta inevitável seria: inclusive da Aids? Com toda cautela, procurando se evitar o terreno da ficção cientifica, a resposta seria: quem sabe? Por que não?

SENDO ASSIM...
Pouco mais de 20 anos depois da conclusão do trabalho do Dr. Israel Cirlinas, surge espontaneamente uma nova indagação: inclusive do coronavírus?

OUTROS TÍTULOS
Em artigo para Memória, o professor Alexandre Takara relaciona algumas das obras consultadas por pesquisadores para a redação e a defesa de teses acadêmicas sobre saúde pública, com quadros de doentes desesperados ao longo da história, pedindo socorro e mortos estendidos sobre o chão.
- Decameron, de Boccaccio (Hemmus Editora, SP, 1970), contemporâneo da famosa peste negra, do século XIV, que dizimou mais de um terço da população da Europa medieval.
- Ano 1000, Ano 2000 na Pista de Nossos Medos, de Georges Duby (Editora Unesp, SP, 1998).
- História do Medo no Ocidente, de Jean Delumeau (Companhia das Letras, SP, 1998),
- Saberes e Odores, de Alain Corbin (Companhia das Letras, SP, 1987).

Diário há meio século

Sexta-feira, 3 de abril de 1970; ano 12; edição 1201

Manchete – Violenta batalha na fronteira de Israel
Pedestrianismo – Santo André prepara-se para a realização da IV Prova da Lanterna, com largada amanhã (sábado, 4 de abril de 1970) no Largo da Estátua. Na coordenação, Roberto Nasser e José Veiga.
Nota – A Prova da Lanterna era uma realização do Diário do Grande ABC desde os tempos do News Seller. Prova noturna. Os competidores deveriam correr portando cada um uma lanterna, acesa antes da largada.
Caso se apagasse, teria que parar e acender novamente.

Em 3 de abril de...
1920 – Recomeçam a circular os trens da Estrada de Ferro Mogiana. Estavam parados em virtude da greve dos ferroviários.
Cidades ficaram completamente isoladas da Capital, pois os grevistas cortaram os fios telegráficos. Os jornais de São Paulo também não chegavam à linha Campinas a Ribeirão Preto.
1930 – Anunciada a criação do primeiro ginásio do Grande ABC, em Santo André.
1955 – Instalada a Comarca de São Caetano.
1960 – A Cerâmica Real, de Mauá, participa da I Feira Nacional de Utilidades Domésticas, no Ibirapuera, ao lado das Porcelanas Schmidt e Steatita. No estante triplo, jogos de jantar, chá, café, objetos de lar, todos artigos de exportação.
1975 – Em encontro com 35 prefeitos em São Paulo, o Ministério da Saúde anuncia o início da campanha de vacinação contra a meningite. A situação é alarmante. Registram-se 70 casos por dia da doença.

Santos do dia

- Sisto I, o sétimo papa da Igreja 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;