Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 30 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ramalhão enche o cofre e avança na Copa do Brasil

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Time despacha o Criciúma com goleada e já garante pelo menos R$ 1,19 milhão em premiação


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

06/02/2020 | 00:22


Vaga assegurada e dinheiro no bolso. Assim foi a quarta-feira do Santo André. O time voltou a mostrar ótimo desempenho e não deu chances ao Criciúma, em confronto decisivo pela primeira fase da Copa do Brasil, realizado ontem, no Bruno Daniel. Com gols de Douglas Baggio, Ronaldo e Branquinho (dois), o Ramalhão goleou por 4 a 1 e avançou no torneio, o que vai render ao clube, ao menos, R$ 1,19 milhão em premiação.

Na segunda fase o Santo André terá pela frente o Goiás, que ontem fez 2 a 0 no Fast Club-AM, em Manaus. Mais uma vez será jogo único, com mando de campo definido por sorteio na CBF. Em caso de empate a decisão da vaga será nos pênaltis. Caso avance, o Ramalhão vai engordar os cofres em mais R$ 1,5 milhão.

O torcedor do Santo André está desacostumado com placares elásticos. A última vez em que o time goleou foi há quatro anos, quando impôs 4 a 0 no Rio Branco, em Americana, na estreia da Série A-2.

O time andreense parece disposto a quebrar outras marcas nesta temporada. Com troca de passes rápida e envolvente, desmontou a retranca do Criciúma, que se apresentou com linha de cinco defensores, porque jogava pelo empate. A facilidade com que a goleada foi construída surpreendeu até ao técnico Paulo Roberto, que poupou parte do time titular no fim de semana, quando perdeu por 2 a 1 para o Guarani pelo Paulistão, porque projetava confronto mais aguerrido diante dos catarinenses.

“Tivemos a felicidade de fazer o primeiro gol rápido, o que abriu o time deles. Grupo assimilou o que queríamos, tínhamos de propor o jogo e usar os lados. É uma satisfação muito grande conseguir essa classificação. Sabemos que é muito importante financeiramente para o clube equilibrar suas finanças”, comentou o treinador ramalhino.

As únicas más notícias na partida de ontem foram as lesões musculares de Douglas Baggio e Ricardo Luz. Eles serão avaliados hoje, mas dificilmente terão condições de enfrentar o São Paulo, domingo, às 18h, no Bruno Daniel, pelo Campeonato Paulista.

Branquinho celebra golaços e boa fase

Fazer dois gols não é novidade na carreira do experiente atacante Branquinho, 30 anos. Agora, marcar dois golaços, como aconteceu ontem na goleada sobre o Criciúma, sim. Ele foi destaque individual da partida ao matar o jogo no segundo tempo. Primeiro em linda tabela com Garré e chute no ângulo; depois, foi lançado em cobrança de lateral de Marlon e encobriu o goleiro.

“Fazer dois golaços é difícil. Estou vivendo momento muito bom aqui no Santo André. O ambiente é maravilhoso, lugar fantástico e espero que isso continue, que eu possa seguir fazendo os gols para ajudar a equipe”, projetou Branquinho, que dividiu o mérito com os companheiros. “Grande partida, equipe toda trabalhou bem. Sabíamos que teríamos de propor o jogo. A proposta do Criciúma era se fechar e sair no contra-ataque. Fomos inteligentes, temos time experiente e com qualidade, logo conseguimos impor nosso ritmo e conquistas a vitória”, analisou o atacante.

Branquinho garante que a vitória não vai interferir no desempenho do Ramalhão no Estadual. “Agora é virar a chave, voltar a pensar no Campeonato Paulista e não podemos deixar cair. Temos o São Paulo pela frente e precisamos entrar com tudo”, disse.

REFORÇO
A diretoria do Santo André vai anunciar nos próximos dias a contratação do experiente volante Zé Antônio, 35 anos, que nas últimas três temporadas esteve no Figueirense e tem passagens por Linense, Guarani, América-RN, Paysandu, entre muitos outros clubes. Ele será o 22º reforço do Ramalhão para esta temporada.

Clube não cede ingresso à torcida, que protesta e não entra no estádio

A melhor atuação do Santo André no ano foi acompanhada por apenas 992 torcedores. É que duas organizadas do clube não estiveram na arquibancada em sinal de protesto. Eles dizem que o clube parou de ceder gratuidades depois que lançou os programas de sócio-torcedor, versão desmentida pelo presidente Sidney Riquetto.

Há muito tempo o Santo André cede ingressos para as torcidas Fúria Andreense e Esquadrão. Ontem, porém, como o confronto contra o Criciúma teria renda dividida, a diretoria optou por não liberar os bilhetes porque, além de não receber nada, teria de pagar a parte que o time visitante tem direito. Os torcedores dizem que receberam a informação de que não teriam mais cortesias e resolveram protestar.

Enquanto a bola rolava no Bruno Daniel, grupo com 20 integrantes da Fúria Andreense ficou do lado de fora, observado de perto pela Polícia Militar. Já nas redes sociais, as torcidas fizeram duras críticas aos gestores do Santo André.

VISTORIA
Durante o jogo, ontem, a Polícia Militar analisou o Bruno Daniel para identificar possíveis problemas com foco no jogo do Ramalhão contra o São Paulo, domingo, às 18h. Foi solicitada a criação de rota de fuga para o setor de camarotes e imprensa, o que terá de ser feito às pressas por clube e Prefeitura. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ramalhão enche o cofre e avança na Copa do Brasil

Time despacha o Criciúma com goleada e já garante pelo menos R$ 1,19 milhão em premiação

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

06/02/2020 | 00:22


Vaga assegurada e dinheiro no bolso. Assim foi a quarta-feira do Santo André. O time voltou a mostrar ótimo desempenho e não deu chances ao Criciúma, em confronto decisivo pela primeira fase da Copa do Brasil, realizado ontem, no Bruno Daniel. Com gols de Douglas Baggio, Ronaldo e Branquinho (dois), o Ramalhão goleou por 4 a 1 e avançou no torneio, o que vai render ao clube, ao menos, R$ 1,19 milhão em premiação.

Na segunda fase o Santo André terá pela frente o Goiás, que ontem fez 2 a 0 no Fast Club-AM, em Manaus. Mais uma vez será jogo único, com mando de campo definido por sorteio na CBF. Em caso de empate a decisão da vaga será nos pênaltis. Caso avance, o Ramalhão vai engordar os cofres em mais R$ 1,5 milhão.

O torcedor do Santo André está desacostumado com placares elásticos. A última vez em que o time goleou foi há quatro anos, quando impôs 4 a 0 no Rio Branco, em Americana, na estreia da Série A-2.

O time andreense parece disposto a quebrar outras marcas nesta temporada. Com troca de passes rápida e envolvente, desmontou a retranca do Criciúma, que se apresentou com linha de cinco defensores, porque jogava pelo empate. A facilidade com que a goleada foi construída surpreendeu até ao técnico Paulo Roberto, que poupou parte do time titular no fim de semana, quando perdeu por 2 a 1 para o Guarani pelo Paulistão, porque projetava confronto mais aguerrido diante dos catarinenses.

“Tivemos a felicidade de fazer o primeiro gol rápido, o que abriu o time deles. Grupo assimilou o que queríamos, tínhamos de propor o jogo e usar os lados. É uma satisfação muito grande conseguir essa classificação. Sabemos que é muito importante financeiramente para o clube equilibrar suas finanças”, comentou o treinador ramalhino.

As únicas más notícias na partida de ontem foram as lesões musculares de Douglas Baggio e Ricardo Luz. Eles serão avaliados hoje, mas dificilmente terão condições de enfrentar o São Paulo, domingo, às 18h, no Bruno Daniel, pelo Campeonato Paulista.

Branquinho celebra golaços e boa fase

Fazer dois gols não é novidade na carreira do experiente atacante Branquinho, 30 anos. Agora, marcar dois golaços, como aconteceu ontem na goleada sobre o Criciúma, sim. Ele foi destaque individual da partida ao matar o jogo no segundo tempo. Primeiro em linda tabela com Garré e chute no ângulo; depois, foi lançado em cobrança de lateral de Marlon e encobriu o goleiro.

“Fazer dois golaços é difícil. Estou vivendo momento muito bom aqui no Santo André. O ambiente é maravilhoso, lugar fantástico e espero que isso continue, que eu possa seguir fazendo os gols para ajudar a equipe”, projetou Branquinho, que dividiu o mérito com os companheiros. “Grande partida, equipe toda trabalhou bem. Sabíamos que teríamos de propor o jogo. A proposta do Criciúma era se fechar e sair no contra-ataque. Fomos inteligentes, temos time experiente e com qualidade, logo conseguimos impor nosso ritmo e conquistas a vitória”, analisou o atacante.

Branquinho garante que a vitória não vai interferir no desempenho do Ramalhão no Estadual. “Agora é virar a chave, voltar a pensar no Campeonato Paulista e não podemos deixar cair. Temos o São Paulo pela frente e precisamos entrar com tudo”, disse.

REFORÇO
A diretoria do Santo André vai anunciar nos próximos dias a contratação do experiente volante Zé Antônio, 35 anos, que nas últimas três temporadas esteve no Figueirense e tem passagens por Linense, Guarani, América-RN, Paysandu, entre muitos outros clubes. Ele será o 22º reforço do Ramalhão para esta temporada.

Clube não cede ingresso à torcida, que protesta e não entra no estádio

A melhor atuação do Santo André no ano foi acompanhada por apenas 992 torcedores. É que duas organizadas do clube não estiveram na arquibancada em sinal de protesto. Eles dizem que o clube parou de ceder gratuidades depois que lançou os programas de sócio-torcedor, versão desmentida pelo presidente Sidney Riquetto.

Há muito tempo o Santo André cede ingressos para as torcidas Fúria Andreense e Esquadrão. Ontem, porém, como o confronto contra o Criciúma teria renda dividida, a diretoria optou por não liberar os bilhetes porque, além de não receber nada, teria de pagar a parte que o time visitante tem direito. Os torcedores dizem que receberam a informação de que não teriam mais cortesias e resolveram protestar.

Enquanto a bola rolava no Bruno Daniel, grupo com 20 integrantes da Fúria Andreense ficou do lado de fora, observado de perto pela Polícia Militar. Já nas redes sociais, as torcidas fizeram duras críticas aos gestores do Santo André.

VISTORIA
Durante o jogo, ontem, a Polícia Militar analisou o Bruno Daniel para identificar possíveis problemas com foco no jogo do Ramalhão contra o São Paulo, domingo, às 18h. Foi solicitada a criação de rota de fuga para o setor de camarotes e imprensa, o que terá de ser feito às pressas por clube e Prefeitura. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;