Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Cuide de sua tatuagem


Luciana Bugni
Do Diário do Grande ABC

23/03/2008 | 07:00


Fazer tatuagem é uma decisão complicada. Requer a escolha adequada do profissional e de um desenho que signifique o bastante para ficar para sempre marcado no seu corpo. E depois de realizado todo o processo, inicia-se o cuidado com o adorno, que não é lá muito amigo de sol e precisa de hidratação.

 No dia em que fizer a tatuagem, ela deve ser envolvida em filme plástico por duas horas, para ajudar na coagulação do sangue. “Quando chegar em casa, lave com sabão anti-séptico e aplique o plástico novamente”, aconselha Nestor Mendonça, administrador do estúdio Alemão Tattoo, em Santo André. O plástico deve ser usado por cerca de três dias e trocado pelo menos duas vezes por dia.

 Wagner Santaliestra, proprietário da W.Tattoo, em São Bernardo, ensina que os cuidados dependem do tamanho do desenho e do local onde ele foi feito. “Por isso, cada profissional vai indicar a forma correta de cuidar. Pode ser uma pomada cicatrizante, vaselina ou, em alguns casos, nada. O soro fisiológico funciona bem para fazer a limpeza”, diz. Outra dica é não usar produto em excesso, que não é absorvido pela pele.

 Depois que cair a casca, o que demora de cinco a dez dias, o hidratante é bom para recuperar a pele. “A cicatrização varia entre as pessoas. Os diabéticos sofrem mais”, afirma Santaliestra. Nelson diz que na perna, a pressão sangüínea aumenta, pois o sangue desce. Isso dilata a pele e pode romper a casquinha.

 É preciso ficar 30 dias sem tomar sol e depois desse período usar protetor solar fator 30, para que as cores fiquem vistosas sempre. Quem gosta de se bronzear deve colocar protetor solar forte só na área da tatuagem. “É importante ficar 24 horas sem praticar esportes, porque a tatuagem é uma agressão física”, afirma Nelson.

RETOQUES

 Não seguir os procedimentos de cuidado pode ter conseqüências graves. Entre elas, está a demora para a cicatrização, inflamação, dor e pêlos encravados. Assim, a pele fica sensível e, depois de um mês, quando é preciso retornar para ver como ficou, é mais difícil fazer os retoques.

Mesmo que cuide bem da tattoo e use o filtro solar adequado, depois de algum tempo pode ser necessário retocar.

 O correto é deixar de tomar sol. Mas mesmo se cumprir essa regra, a figura pode perder parte da cor quando se transpira demais. “O pigmento da tinta se aloja entre as células e fica escasso com o suor. Se tomar sol sem proteção então, tenha certeza de que vai desbotar”, diz Santaliestra. 

Dica
Remover uma tatuagem é relativamente fácil, se comparado com o martírio de antigamente. Utiliza-se o laser seletivo, que atua na pigmentação e não destrói a pele. As marcas da remoção – cascas e vermelhidão – desaparecem em 15 dias. De qualquer forma, o resultado não é muito eficaz e pode deixar sombras. Figuras em preto e azul saem com mais facilidade enquanto as coloridas são mais difíceis de retirar. Podem ser necessárias até dez aplicações.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;