Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Maninho quer Filippi como cabo eleitoral

Denis Maciel/DGABC:  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Do Diário OnLine

12/09/2016 | 20:28


Candidato à Prefeitura de Diadema, Maninho (PT) afirmou que quer José de Filippi Júnior como cabo eleitoral todos os dias da campanha. Filippi, que foi prefeito da cidade em três oportunidades, teve seu nome envolvido na Lava Jato, quando foi levado coercitivamente para prestar depoimento na Operação Alethea. “O fato de ser citado na Lava Jato não prova nada contra Filippi”, relatou o candidato, que rebateu dizendo que candidatos da campanha majoritária em São Bernardo também foram citados na Operação Lava Jato. Maninho, porém, não disse nomes.

O candidato afirmou ainda que se considera um candidato com a aprovação da população. “A bagagem que adquiri na Câmara me preparou para ser prefeito”, disse o postulante, que ocupou vaga de vereador da cidade durante cinco mandatos consecutivos, quatro como presidente da Casa.

Maninho abordou a situação do funcionalismo público e afirmou que a classe passa por dificuldades na atual gestão. “Os funcionário estão sendo muito maltratados. O piso salarial está baixo. Vou propor um plano de cargos e salários, coisa que o atual prefeito não fez”, explicou.

A situação dos pancadões também foi abordada pelo candidato. Segundo Maninho, falta espaço para a juventude em Diadema. Além da construção de um “novo” Mané Garrincha no Parque Ecológico do Eldorado, o candidato quer aumentar a verba repassada para a Pasta de Cultura, que atualmente é de 1%, para 2%. “Vamos erguer uma pista oficial de skate, nos moldes daquela que está em São Bernardo.”

No quesito Segurança, Maninho afirmou que o prefeito relaxou com a lei do fechamento de bares, o que, segundo o candidato, contribuiu para o aumento da criminalidade. “Temos as ruas mais violentas novamente. A população tem que retomar o orgulho de morar na cidade”, finalizou. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Maninho quer Filippi como cabo eleitoral

Do Diário OnLine

12/09/2016 | 20:28


Candidato à Prefeitura de Diadema, Maninho (PT) afirmou que quer José de Filippi Júnior como cabo eleitoral todos os dias da campanha. Filippi, que foi prefeito da cidade em três oportunidades, teve seu nome envolvido na Lava Jato, quando foi levado coercitivamente para prestar depoimento na Operação Alethea. “O fato de ser citado na Lava Jato não prova nada contra Filippi”, relatou o candidato, que rebateu dizendo que candidatos da campanha majoritária em São Bernardo também foram citados na Operação Lava Jato. Maninho, porém, não disse nomes.

O candidato afirmou ainda que se considera um candidato com a aprovação da população. “A bagagem que adquiri na Câmara me preparou para ser prefeito”, disse o postulante, que ocupou vaga de vereador da cidade durante cinco mandatos consecutivos, quatro como presidente da Casa.

Maninho abordou a situação do funcionalismo público e afirmou que a classe passa por dificuldades na atual gestão. “Os funcionário estão sendo muito maltratados. O piso salarial está baixo. Vou propor um plano de cargos e salários, coisa que o atual prefeito não fez”, explicou.

A situação dos pancadões também foi abordada pelo candidato. Segundo Maninho, falta espaço para a juventude em Diadema. Além da construção de um “novo” Mané Garrincha no Parque Ecológico do Eldorado, o candidato quer aumentar a verba repassada para a Pasta de Cultura, que atualmente é de 1%, para 2%. “Vamos erguer uma pista oficial de skate, nos moldes daquela que está em São Bernardo.”

No quesito Segurança, Maninho afirmou que o prefeito relaxou com a lei do fechamento de bares, o que, segundo o candidato, contribuiu para o aumento da criminalidade. “Temos as ruas mais violentas novamente. A população tem que retomar o orgulho de morar na cidade”, finalizou. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;