Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Mauá fecha reajuste de 10,36% a servidores

Prefeitura concederá aumento em duas parcelas; Sindserv acata proposta, mas reclama do índice


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

23/03/2016 | 07:00


O prefeito de Mauá, Donisete Braga (PT), vai conceder 10,36% de reajuste salarial aos servidores da administração. O índice segue a correção da inflação, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). A proposta foi aprovada ontem pela Câmara em primeira votação. O aumento será efetivado em duas parcelas, sendo uma de 8%, a partir de 1º de abril, e 2,36% em novembro.

Segundo o presidente do Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) de Mauá, Jesomar Alves Lobo, a categoria aceitou, em assembleia realizada na sexta-feira, a proposta do governo, mas disse que o funcionalismo reclamou da iniciativa do Paço em oferecer apenas a reposição da inflação. “Foram mais de seis horas de discussão. Mas ficamos entre a cruz e a espada porque, se não aceitássemos, não teríamos amparo legal para reivindicar mais à frente, já que a legislação eleitoral não permite a concessão de reajuste depois do dia 4 de abril”, discorreu o dirigente.

O Sindserv reivindicava 21% de aumento ao funcionalismo, incluindo 11% de reposição da inflação mais 10% de ganho real. “(Com 10,36%) Serão 5% de acréscimo (aos salários), mas o restante a inflação já vai ter corroído”, analisou Jesomar.

O secretário de Governo, Edílson de Paula (PT), atribuiu o parcelamento do reajuste à “falta de fluxo de caixa” e elogiou a concessão da reposição da inflação em meio à crise econômica. “O governo cumpre a promessa de oferecer pelo menos a correção da inflação”, explicou o chefe da Pasta.

De acordo com o petista, o reajuste causará impacto de aproximadamente R$ 18 milhões por ano na folha de pagamento. O aumento se estende a servidores das autarquias Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá), Hurbam (Habitação Popular e Urbanização de Mauá) e Arsep (Agência Reguladora dos Serviços Públicos).

CÂMARA
O mesmo patamar do reajuste concedido aos servidores do Paço também beneficiará os servidores da Câmara: 10,36%. O aumento será aplicado nos mesmos moldes de pagamento: a primeira parcela, de 8%, em abril e a última, de 2,36%, em novembro. Questionado sobre qual será o impacto causado pelo reajuste nos gastos com pessoal, o presidente do Legislativo, Marcelo Oliveira (PT), não soube informar. O Orçamento da Casa para o exercício deste ano é de R$ 27,6 milhões. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;